Amor de criança é a coisa mais preciosa e linda desse mundo. É aquele amor de graça, sabe? Que dá e não liga se recebe ou não em troca. Ama e pronto.Acho tão bonito essa coragem de amar, de se entregar sem esperar que passem a mão na cabeça depois, dizendo que vai passar e que tudo passa. O mundo precisa de mais gente assim, que tem coragem de sentir, de falar, de mostrar, porque parece que amar virou fraqueza. As pessoas andam por aí se gabando por nunca ter dito “eu te amo”, agindo como se amar fosse coisa de gente fraca. Desculpa aí, mas amar é pros fortes. Tem que comer muito arroz e feijão ainda, tá? Amar é pra quem tem mente aberta, coração puro. Orgulhoso, vaidoso e preocupados com a vida alheia não se encaixam. Amar é pra quem sabe ser doce, pra quem já entendeu que gentileza gera gentileza, pra quem quer o bem. Quem fraqueja, fala mal e inveja, retire-se, por favor. Amar é coisa séria que deve ser levada na brincadeira. Brinca bastante amando e deixa pra rolar um pranto depois, porque amor rejeitado faz a gente crescer.Amar é arte, não ser correspondido faz parte, esquecer é uma droga, mas aprender é foda. Tenha a coragem de sentir e permita-se ser forte o bastante pra cometer essa fraqueza.Se você é correspondido ou não, ai são outros quinhentos. Ao menos você teve a coragem de sentir, meu caro, e isso é tarefa pros fortes. Porque sair, beijar e dar tchau é muito fácil, ser vazio não dá trabalho. O mundo está cheio disso. Agora amar, sentir o coração apertar e acelerar, ter a coragem de amar sem ter nota fiscal de garantia, é só pros que tem coragem, muita coragem. Amar tá saindo de moda, meio careta, meio brega. Se não achou ninguém, dane-se. A vida é longa, temos tempo. A gente vai conhecendo, aprendendo e rindo até lá. Chorando, amando e desamando, reamando e pecando também. Mas a gente vai e é isso que importa. Em frente sempre, olhar pra trás, só se for escondidinho e bem rápido. Vai adiante, com ou sem dor no peito, mas com amor, tá?! Porque de gente vazia o mundo tá cheio. Tá todo mundo oco e louco.
—  luisa.Amor 0800” (inventar-se)
Eu segui em frente. E o que mais eu poderia fazer? Quebrar a casa, desarrumar o quarto, jogar tudo o que me lembrava de você fora? E de que isso ia adiantar? Isso é coisa de gente que não tem mais o que fazer, minha mãe diria. No outro dia, eu acordaria e você continuaria aqui. Eu poderia ter ficado agarrada a minha cama, poderia ter parado de comer, poderia até mesmo ter deixado de sair com meus amigos. Você sabe, essas coisas que a gente faz quando sai dizendo por aí que está deprimido. Mas minha depressão nem tentou ser mais forte que você. No fundo, eu sabia, não importava o que eu fizesse, você não largaria o posto, não abandonaria totalmente meu coração. Por algum motivo doentio, eu sei que você estará gravado em mim de um jeito meio que permanente. Eu sei que vou esbarrar com você depois de anos e sentir uma pontada na boca do estômago. Conheço bem o diagnóstico. Chama-se: falta do que não foi.Não, eu não sinto saudade do nosso passado. Tenho carinho, talvez, mas me lembro bem dos motivos que nos fizeram terminar.Ainda me lembro dos nossos gritos, ainda guardo os motivos das nossas brigas e amargo o gosto das minhas lágrimas.Sinto falta das coisas que poderíamos ter sido. E acho que você não sai de mim exatamente por esse nosso futuro prometido que não me abandona. Eu sei, eu sei, eu poderia ter chorado muito, mais não . Você era importante, mas novidade: há vida além de nós dois.Não, não vou dizer que te esqueci. Não vou mentir que passou. Pra que tudo isso? Pra que fingir que você não foi nada, que amar você não foi quase tudo e que te perder não me doeu? Só eu sei o buraco que nossa história deixou em mim. Só eu sei como tive que respirar fundo, engolir em seco e seguir a vida. Seguir-a-vida. Não é pecado, eu juro. Foi só o que me restou fazer. Mas esquecer você de vez? Em outra vida, quem sabe.
—  Luisa. "Pra seguir em frente"

Ando me sentindo tão inútil, ando me sentindo uma pessoa tão vazia, que as vezes me pergunto se ainda restam sentimentos dentro de mim, a não ser aqueles mesmos de sempre que já nem contam mais como sentimentos, ando me sentindo tão egoísta que as vezes me pergunto se tenho amor ao próximo,as vezes me pergunto porque ainda ouvem minhas reclamações, as vezes me pergunto se as pessoas estão ao meu lado apenas por pena…ando me sentindo tão inútil.embriagada-deilusões

Watch on sandra-stojanovic.tumblr.com

Check out the Just in project here // Više o projektu Novost ovde

Toda mulher que se preze já se apaixonou por um babaca. A história é quase sempre a mesma, o final também. A gente conhece um cara, ele se mostra doce, maravilhoso e bem resolvido. A gente – encantada – guarda a intuição no fundo da gaveta, veste o melhor decote (e o melhor sorriso) e sai linda, leve e solta para mais um capítulo cheio de frases mal contadas, celular desligado e eventuais sumiços. Verdade seja dita: a gente sente que tem alguma coisa errada, mas acaba fazendo vista grossa. E acha que está sensível demais, exigente demais, desconfiada demais. E deixa rolar. O resultado? O cara te enrola, te pede desculpas. Depois vacila de novo e te enche de presentes. Estou escrevendo este texto para eu mesma decorar. Imprimir. E nunca mais esquecer.
—  luisa. "Caras babacas!"
Kada bi netko zatrazio da opisem zivot jednom rijecju, ta rijec bi bila cekanje. Cijeli zivot nesto cekas. Cekas zoru, vikend, rođendan, ljeto, mamu, pravdu, petak, zaborav, porođaj, pogled, priznanje, bus, taxi, rucak, koncert, ljubav, novu godinu, odgovor, osmijeh, novost, poruku, promjenu, poziv, istinu, sudbinu, njega, nju, njih, nas…. Cekas njega dođe, sebe da odes. Vrijeme da prođe, a zapravo bi trebalo da ga zaustavis… Ili barem usporis. Jer, od svih cekanja, samo jedno sa sigurnoscu docekas- kraj.
Ne cekaj. Zivi.
12. Zlati čoln

V Šocjanu pri Divači se je v ponedeljek začela mednarodna pesniško-prevajalska delavnica Zlati čoln, na kateri se zaradi vzajemnega prevajanja sedmih domačih in šestih tujih udeležencev “slovenske pesmi na novo rodijo v tujih jezikih, avtorska dela gostov iz tujine pa zaživijo v slovenščini”.

"Z delavnico poskušamo povezovati starejše, mednarodno uveljavljene avtorje in prevajalce z mladimi in perspektivnimi povabljenci. Teden dni skupnega dela deluje kot neke vrste promocijski kanal za vse udeležence, slovenski pesniki pa tako dobijo prevode svoje poezije v tuje jezike" (Iztok Osojnik).

Udeleženci delavnice - novost so videomonografije pesniških branj - bodo svoje delo predstavili na literarnih branjih (jutri zvečer v Škocjanu na Krasu in v petek dopoldne v Trubarjevi hiši literature v Ljubljani).

Primorske novice

e/Dnevnik

Paulo Coelho: Alchymista

Příběh o hledání osobního štěstí, naplnění Osobního příběhu.
Hodně známá kniha, až se divím, že jsem se k ní dostal tak pozdě. Psána kontroverzním autorem. Někteří lidé vyčítají prvoplánovost. Ale přesto, nebo právě proto se dá najít mnoho vět, které jsou minimálně inspirativní a připomínají člověku, co je opravdu důležité.

Zážitek tenhle příběh pro mě rozhodně byl.

E eu fico criando planos que nunca serão feitos, imaginando coisas que nunca acontecerão, sonho com coisas que nunca se realizarão.. e assim vai, e eu acabo me fudendo por coisas que eu mesma me iludo.
—  embriagada-deilusões
10 razloga zašto Japanke najduže žive i ne debljaju se

10 razloga zašto Japanke najduže žive i ne debljaju se

Posljednjih 25 godina Japanke drže rekord kao najdugovječnije žene na svijetu, jer u prosjeku žive 84 i pol godine. A uz to se i ne debljaju…

U svojoj knjizi ‘Japanke ne stare niti se debljaju’ Naomi Moriyama vodi čitatelje u svijet majčine kuhinje u Japanu i otkriva tajne odgovorne za dug i zdrav život. Iako ništa od ovog vjerojatno nije novost koju dosad niste čuli, kad se svi ovi savjeti…

View On WordPress

Você acorda bem, com aquela vontade de viver, com aquela confiança de que ninguém irá acabar com o seu dia, e de repente uma palavra dita acaba com ele. Você acorda bem, com aquela vontade de amar seus amigos, com aquela confiança de que eles estarão ali ,do seu lado, e de repente uma atitude muda completamente tudo. Você acorda bem em um dia, percebendo que os outros não passaram apenas de “um dia comum”,percebendo que esse é especial, e de repente ele se acaba mal, e você percebe que foi apenas “um dia comum” outra vez. embriagada-deilusões

Ainda concordo, ainda gosto, ainda me importo, ainda amo, ainda continuo com a mesma ideia de que esses sentimentos devem acabar por quem não se importa comigo porque eu tenho certeza que eles não são retribuídos.
—  embriagada-deilusões
Sabe, eu ando pensando muito ultimamente,
e estou com medo de perder aqueles que me restam,
são deles que preciso, sem eles eu simplesmente não existo,
acho que eles não pensam o mesmo sobre mim,
por isso, estou confusa em relação á quem está mesmo ao meu lado,
e à quem irá ficar.
—  embrigada-deilusões

Entenda: a vida é feita para ser desfrutada,não desvalorizada. Não importa quantos tombos você leve , isso faz parte, isso será apenas mais um degrau para que você se recomponha mais forte ainda. embriagada-deilusões

Text
Photo
Quote
Link
Chat
Audio
Video