ngulo

Porque eu tô ainda muito inseguro
de mim mesmo, e não acreditando
absolutamente que alguém possa
me curtir bem assim como eu sou.
Eu não tenho quase experiência
dessas transações, me enrolo todo, faço tudo errado — acabo me sentindo confuso. Tudo isso é tão íntimo, e eu já estou tão
desacostumado de me contar
inteiramente a alguém, tão
desacreditando na capacidade de
compreensão do outro, sei lá, não é nada disso, sabe? Conviver é difícil — as pessoas são difíceis, viver é difícil.
—  Caio Fernando Abreu.
Tutorial: Como fazer lockscreens

Olá meu povo, finalmente estou aqui com meu maravilhoso tutorial pra vocês. É super easy, então vamos que vamos. Pensei em fazer um vídeo, mas sinceramente, não sou tão legal assim, então vai desse jeito mesmo.

1. Abra um documento no seu Photoshop de tamanho 338x600. Pelo menos, esse é o tamanho que eu uso para fazer as minhas lockscreens, varia de celular pra celular, mas esse tamanho funciona em todos.

2. Após abrir o documento, crie em cima dele um retângulo, com a ferramenta retangle tool. O retângulo que você vai criar não tem que ter um tamanho exato, eu mesmo faço ele pelo “olhômetro”, pra ver se fica bom com o fundo. Arruma ele do jeito que você achar melhor.

3. Escolha uma foto. No caso, de quem você quer fazer a lockscreen. Quem quiser qualidade melhor, pode procurar em galerias HQ, como a hqdiesel, ou em uma galeria só do artista. Caso contrario, dá pra pegar do Google mesmo, que é bem mais prático. Você tem que copiar a foto.

5. Agora, cole a foto no seu documento do Photoshop. Em seguida, redimensione ela, ctrl+t, e vá diminuindo a foto até mais ou menos ficar da altura do seu retângulo (o rosa), ou maior. Lembre-se sempre de, quando estiver diminuindo ou aumentando, manter a tecla shift pressionada, pra não amassar a foto. Após isso, clique com o botão direito do mouse sobre a miniatura da foto, que fica no canto direito da tela, e em seguida clique em Create Clipping Mask.

6. O passo anterior fez com que a foto ficasse certinha dentro do retângulo. Agora você tem que escolher a foto de fundo. É muito importante escolher a foto certa, porque se não, a lockscreen não fica legal. Quando você for escolher a imagem, tente sempre buscar algo que tenha uma cor parecida com a da foto do seu artista, assim fica melhor. Outra coisa, não procurem essa foto no Google diretamente. Você até pode achar fotos legais das primeiras vezes, mas depois vai ficando tudo repetido e sem qualidade. Recomendo pegar imagens de um tumblr de fotos, como o Believe in Yourself, onde eu peguei a foto dessa vez. Bom, mas então, você escolhe sua imagem de fundo e copia ela.

7. Agora, você volta pro seu Photoshop, e cola a imagem de fundo logo depois do Background. Redimensiona ela como anteriormente, ajustando do modo que você quiser. Afinal, é você que escolhe em que posição ela vai ficar no final.

8. Agora é a hora do PSD. É sempre bom ter uma variedade enorme de PSD’s, pra você poder te opção e ir testando eles na foto. Tem inúmeros PSD’s no tumblr, então é só vocês procurarem que vão achar muita coisa bonita. Mas então, é só escolher e jogar o PSD na foto.

9. Bom, agora dá pra colocar aquela frasezinha, se você quiser. Eu costumo colocar letra de musica, então você pode pegar um trechinho da letra, em sites como o Vagalume, copiar e colar lá na sua lockscreen. Eu costumo usar a fonte Orator Std, tamanho 11.

10. Agora, você cria aquele retângulo por fora da letra. É bem simples. Você pega a ferramenta Retangle Tool de novo, e cria um quadrinho branco em volta da sua letra. Novamente, não tem tamanho definido, vai pelo que você achar melhor.

11. Agora, com sua lockscreen pronta, você clica em Layer, e depois em Flatten Image, pra juntar as camadas. 

Pra finalizar, você salva sua lockscreen me formato PNG e pronto.

Pronto.

Diga amém pros Deuses, porque nem foi tão difícil assim. 

Agora, fiz esse tutorial pras amigas brasileiras, porque se não me engano, foi esse pessoal que pediu. So, if you don’t understand what I’m talking, i have a message for you. Google Translate.

GOOGLE TRADUTOR MEU POVO!

Kiss, besos, beijos, e o diabo a quatro pra vocês!

PS: Se alguém não entendeu alguma coisa, pode pedir na Ask, afinal, ela finalmente abriu de novo. Vai na fé!

La pequeña pelota surca los aires, la fuerza de impulso fue lo suficiente para atravezar más de treinta metros, el can va tras ella como si su vida dependiera de ello; Scott siempre ha sido el más juguetón, pero en ese momento se siente más apagado, lo cual es normal, su pareja no está ahí para ser su competencia. Dean había llevado a su perrita al veterinario, mientras esperaban decidió que sería mejor jugar con Scott en el parque. 

El canino recorre la distancia sin problemas, llegando a los pies del castaño para dejar la pelota frente a él. Dean hubiera amado correr con él, pero aún debe usar sus muletas, su pierna no estará bien hasta un tiempo. Se agacha con cuidado y acaricia la cabeza del perro. — Muy bien, amigo. Eres el mejor, lo sabes, ¿verdad? Claro que lo sabes. — Sonreía entre caricias entre un dueño y su mascota. Se levantó nuevamente con la pelota en mano y arqueó su brazo para dar el ángulo correcto y lanzar la pelota con una fuerza que lleva a la pelota a una mayor distancia que la anterior. 

No pretendía hacer nada más que eso durante las dos horas que duraba la consulta de su cachorra, se sentía un poco culpable por haber dejado a sus fieles amigos sin atención, más allá del accidente por sus ocupaciones, por su perdida de sí mismo. Se los debía a ambos, Scott encuentra a otro perro y comienza a jugar con él, es tranquilizante ver al que era su cachorro ser un perro fuerte, que ha crecido bien, que lo que ha pasado no ha afectado su felicidad de alguna forma; Ese pensamiento lo pone en comparación con su propia vida, haber pasado por diferentes cosas en tan poco tiempo, es una locura. Sin embargo eso no lo desaliente, sino todo lo contrario, lo vuelve fuerte para lo que viene, las cosas buenas y las malas. No puede imaginarse cómo sería su vida sin cada pequeño detalle que lo había cambiado por completo. 

Scott regresa, Dean lo hace al igual porque su pierna comienza a pedir un descanso. Va directo a una banca de madera, lanza nuevamente la pelota y ve la vigorosidad de su canino. Una persona está sentada al igual, le mira y sonríe amigable. — ¿No es increíble cómo parece que nunca se cansan? Es como si tuvieran súperpoderes. — Ríe con tranquilidad, son esos pensamientos los que prefiere expresar, llenos de espontáneidad. 

I’m reading this thing for Spanish and I come across the line 

Un triángulo y dentro el triángulo un ojo, un ojo que parecía muy grande, un ojo que, según le habían explicado, lo mira todo, hasta lo que está en el fondo de las consciencias

And what does this translate to?

A triangle and inside of that triangle an eye, an eye that seemed very large, an eye that, as it had been explained to him, saw everything, even what is in the back of your mind

Bill Cipher is even in my Spanish homework.

A Walker in the Street

Mirá esta original intervención artística que se desarrolló en pleno centro de Manhattan.

El New York Times presentó en una de sus portadas, un time-lapse, una técnica fotográfica muy popular usada en cinematografía y fotografía para mostrar diferentes motivos o sucesos que por lo general suceden a velocidades muy lentas e imperceptibles al ojo humano.
Esta imagen de tapa acompañó la interactiva  publicación que muestra los mejores recorridos (con mapas, descripciones e imágenes) para hacer a pie en la ciudad de New York.
En esta oportunidad fue el artista francés JR  quien creó este mural gigantesco en la calle de Manhattan. Ubicado más precisamente en el transitado triángulo que se forma abajo del Flatiron Building.
¿Querés ver el  increíble proceso de realización? Mirá este video:

até então ninguém nunca tinha entendido meus silêncios, nunca haviam reparado no tudo que havia em cada nada que eu dizia estar sentido. você me percebe, me repara, não finge não ter visto depois que enxerga meus olhos lacrimejados e os espinhos cravados no peito. e você está tão longe. e isso me convence daquela conversa de que distancia não tem nada a ver com quilômetros. e tudo isso é tão bonito. e tão assustador. porque é novo. e o novo, às vezes, assusta. você refaz seus caminhos, seus dias, reorganiza suas horas, as bagunça, tudo pra estar. você volta todos os dias com espaços gigantes pra mim em cada um deles. e me encanta saber que você fica ainda que às vezes duvida do meu querer-a-sua-companhia. significa, talvez, que você está porque quer a minha. e apesar das suas duvidas maltratarem-me, é bonito quando olhado por esse ângulo. é como o céu enquanto se prepara para uma tempestade: as nuvens negras assustam, mas os feixes de luz que vazam por entre elas dão uma beleza imensurável que merecem toda a nossa atenção. e apesar de amar e de estar e de continuar ser difícil quando o gosto ácido do amor vem à tona, você continua aqui. e repara nos feixes de luz que vazam no céu de nosso amor, que algumas vezes insiste em ser tempestade.

ml.

Passei o dia pensando em como escreveria… Em como poderia escrever sem me expor tanto… Mas não achei nenhuma solução. Então, só deixarei as palavras correrem, só irei fazer a confissão.
Quando estou só, não penso em outra coisa. Fico me supervisionando a cada instante e no mínimo desatento, você me atropela. Me atropela como um tanque de guerra. Seu rosto, seus olhos, seu perfume, seu corpo, sua voz, sua boca… Sou inundada por você inteiro, em todos os ângulos. Quando tais visões tomam conta, não consigo controlar. Imagino o quão bom deve ser toca-lo, sentir a firmeza de sua pele entre minhas mãos. Sentir seu perfume, respirando ao lado de seu pescoço, onde sei que fica louco, sem pressa alguma. Mas a cena que mais me perturba e a melhor de todas, na minha opinião, é sentir suas mãos. Sentir suas mãos em minha cintura, me prendendo junto a ti, sussurrando meu nome baixo, com fervura, com clemência. Sentir seu corpo aumentando de temperatura, conforme pressiono meu corpo contra o seu, não deixando distância nenhuma. Imagino seu sorriso, enquanto minhas unhas deixam rastros de fogo em suas costas. É claro que eu faria isso, afinal, você seria MEU finalmente. Imagino minha boca percorrendo seu pescoço, indo devagar até sua boca. E finalmente, o beijo. O beijo que faria tudo queimar, deixando nós dois em chamas. Uma floresta inteira poderia estar pegando fogo ao nosso lado e nem repararia… Sem pressa, sem regras, apenas o desejo falando…
— 

S.M.D

Você me atropela como um tanque.

opinião sobre a pornografia

Não há devassidão maior que o pensamento.
Essa diabrura prolifera como erva daninha
Num canteiro demarcado para margaridas.

Para aqueles que pensam, nada é sagrado.
O topete de chamar as coisas pelos nomes,
A dissolução da análise, a impudicícia da síntese,
A perseguição selvagem e debochada dos fatos nus,
O tatear indecente dos temas delicados,
A desova das ideias - é disso que eles gostam.

À luz do dia ou na escuridão da noite
Se juntam aos pares, triângulos e círculos.
Pouco importa ali o sexo e a idade dos parceiros.
Seus olhos brilham, as faces queimam.
Um amigo desvirtua o outro.
Filhas depravadas degeneram o pai.
O irmão leva a irmã mais nova para o mau caminho.

Preferem o sabor de outros frutos
Da árvore proibida do conhecimento
Do que os traseiros rosados das revistas ilustradas,
Toda essa pornografia na verdade simplória.
Os livros que divertem não têm figuras.
A única variedade são certas frases
Marcadas com a unha ou com lápis.

É chocante em que posições
Com que escandalosa simplicidade
Um intelecto emprenha o outro!
Tais posições nem o Kamasutra conhece.

Durante esses encontros só o chá ferve.
As pessoas sentam nas cadeiras, movem os lábios.
Cada qual coloca sua própria perna uma sobre a outra.
Dessa maneira um pé toca o chão,
O outro balança livremente no ar.
Só de vez em quando alguém se levanta,
Se aproxima da janela
E pela fresta da cortina
Espia a rua.

Wislawa Szymborska

Será por olhar o mundo dum ângulo tão remoto que o velho Deus perdeu por completo o senso de proporção e de justiça?
—   O Tempo e o Vento - Érico Veríssimo
Violencia Directa

TRIGGER WARNING: HOMOFOBIA, MACHISMO, ISLAMOFOBIA, TRANSFOBIA, ESPECISMO, ETC. SE MENCIONAN CASOS DE VIOLENCIA DIRECTA BASTANTE FUERTES.

[imagen: iceberg enorme que sobresale del agua. Apenas sobresale una pequeña parte del mismo, quedando el resto bajo el agua]

El sistema de violencia en el que vivimos es como una pirámide o un iceberg, donde la cúspide es sostenida por una gran cantidad inmensa de estructuras. Un iceberg deja mostrar su punta, de forma que podemos localizarlo a simple vista, aunque conviene saber que debajo del agua puede ser mucho, mucho más enorme de lo que podemos llegar a pensar siquiera; algo similar sucede con las estructuras de nuestra sociedad, donde podemos ver pequeños reflejos a simple vista, mas necesitamos sumergirnos a fondo para poder descubrir los secretos que se ocultan tras estas minúsculas superficies.

Keep reading

7 Tips Para Estimular la Creatividad

Con motivo del día internacional de la creatividad les compartimos nuestra participación en RadioHacks de Ibero90.9 #S909 por Claudia Solis quién forma parte del equipo de #CMMX 

1.- Ten confianza creativa (Michael Michalko)

Todos nacimos creativos, no hay excepciones.
La creatividad es una habilidad que todos tenemos, sólo que algunas personas la desarrollan más que otros, pero al igual que cualquier músculo, se puede trabajar, estimular y fortalecer.
Te sorprenderás de tu lado creativo una vez que incrementes tu confianza y practiques dinámicas que incentiven la generación de ideas.

2.- Cuestiona y Reformula (Michael Michalko)

Busquemos un nuevo ángulo para diversificar nuestra visión y salirnos del pensamiento rutinario aprendido.
Solemos tratar de resolver las cosas como se nos enseñó o como dicta la sociedad. Es necesario preguntarnos si la forma que conocemos es la mejor manera de hacer las cosas, o si podría haber otra aún mejor.
Debemos aprender a desestructurar nuestra imaginación para descubrir nuevos patrones de pensamiento.

3.- Retrasa el juicio (Michael Michalko)

No esperes tener las mejores ideas desde un inicio, la creatividad es un proceso evolutivo, hay que dejarlo fluir; estudiar y trabajar a fondo el tema a tratar, descansar la mente, y esperar la epifanía.
No importa qué tan irreal suene una idea, nada se debe descartar o juzgar, es necesario evaluar todas las posibilidades y analizar cual es la mejor candidata a realizar.

4.- Toma un descanso (Tina Roth Eisenberg)

Si trabajas sin descanso, y no estas consiguiendo llegar a la solución o la idea esperada, lo único que conseguirás será frustrarte, bloquearte y saturar tu mente.
Es altamente recomendable dar un espacio para descansar, ir al cine a mitad de un día labora, salir a caminar, hacer ejercicio, lo más seguro es que regresarás a trabajar con “nuevos ojos” e ideas frescas.

5.- Ten Papel y Pluma siempre a la mano (Stevie G RDQLUS Creative)

Las mejores ideas ocurren en los momentos menos esperados: en la regadera, justo antes de dormir o en tus sueños, ten siempre papel y pluma a la mano.

Es recomendable antes de dormir dar mínimo una o media hora para no hacer nada que involucre estar en la computadora o el celular, lo mejor es escuchar música, leer un libro, escribir, así das espacio a tu mente de analizar todo lo aprendido durante el día y das lugar a la estimulación de ideas durante el sueño.

La imaginación tiene un proceso algo misterioso, necesita trabajo constante y disciplina, pero también necesitamos darle el espacio para que las ideas florezcan.

6.- La ejecución lo es todo (Leticia Jáuregui)

Muchas personas tienen buenas ideas pero pocos las llevan a cabo. 

“Es necesario pasar del pensamiento a la acción para avanzar, sin miedo equivocarte, aprender y seguir avanzando” Leticia Jáuregui

Una vez que las ideas lleguen a tu mente, compártelas y aterrizalas con tus colegas o equipo, es imprescindible elegir las que van a ejecutar y empezar con pequeñas acciones todos los días para hacerlas realidad.

7.- Acepta el proceso de agonía (Sally Hogshead) 

Parte importante de un proceso creativo es la agonía, todos pasamos por ahí, no se puede saltar ni evadir, Sally nos recomienda darnos cuenta cuando estemos pasando por esta parte, asimilar el momento y “sentarnos en el trono de la agonía”. 

Muchas personas creen que no son creativas por que no se les ocurre algo maravilloso de manera inmediata y cuando pasan por este proceso de dificultad, abandonan. Pero la realidad es que todos pasamos por él y si eres paciene poco después es cuando llega el momento EUREKA!

Hay que aceptar y respetar este proceso. Aprender a sentirnos cómodos ante la ambigüedad.

Se vuelve mucho menos pesado y tortuoso al saber que es algo que “no sólo me pasa a mí…”¿cierto?


Escucha la entrevista en:

https://soundcloud.com/creativemorningsmx/sets/cmmx-en-radio

Imagen cortesía de shutterstock.com

Fuentes:

Tina Roth Eisenberg, mejor conocida como SwissMiss, fundadora de CreativeMornings.

Michael Michalko, experto en creatividad, conferencista.

Sally Hogshead, autora del best seller “Cómo te ve el mundo” y “Fascinate” conferencista y experta branding personal.

Leticia Jáuregui, directora general de CREA, reciente speaker en CreativeMornings #HUMILITY. 

Stevie G RDQLUS Creative, consultor creativo, diseñador, entrenador y atleta.

Eu tinha costume de encorajar as pessoas e dizer que elas possuem uma certa opção de escolha e de que, podem fazer o que bem entenderem de suas próprias vidas particulares. As consequências são apenas combo. Não dá para livrar-se delas. Assim como eu também costumava dizer que o amor não machucava. Ele não machuca realmente, porque em qualquer ângulo, é tremendamente bom amar você. Mas as consequências desse pedaço de sentimento é que me destroem e me bagunçam. No momento eu estou bagunçada. Extremamente perdida. E tudo que eu queria era bater na tua porta e abraçar-te. Entalar minhas narinas com esse teu perfume e ficar ali. Só ouvindo tua voz e sei lá. Era só. Eu costumava encorajar as pessoas a serem fortes. Mas eu não sou. Eu não sou nada disso que há descrito nos meus poemas. Eu sou vazia. Completamente descolorida, desfeita, desqualificada. Eu sou tudo que você jamais escolheria ainda que tivesse escolhas. Olhando pra tudo agora… Como foi que eu cheguei até aqui? Talvez eu saiba. Talvez. E de todas as coisas, apenas uma delas você deve lembrar: o poder de escolha está entre todos os cinco dedos de cada mão humana e dentro de cada pensamento. Não deixem que nada os atrapalhem em suas escolhas. Abraçe aquilo que te faça sentir sob as nuvens do céu. Se você fizer isso, a tempestada jamais cairá sobre sua cabeça. Parabéns pela escolha. Eu estou feliz por você e vazia por mim. Eu fiz uma escolha errada e a porta foi fechada. Nada de abraços, nada de nada. Nada de tudo. Nada de nós, nem ao menos de mim. Completamente esvaziada e fim.
—  Heloisa Borchardt