msmo

6 de novembro de 1983 (1° página)

 Enterrei minha esposa hoje, mesmo enquanto registro esse acontecimento ainda não consigo acreditar nisso. A semana passada éramos uma família normal, jantando juntos, assistindo os jogos de beisebol de Dean, comprando brinquedos para Sammy. Porém, em um segundo, tudo mudou, quando começo a me lembrar… colocar meus pensamentos em ordem… sinto que vou ficar louco, como se alguém tivesse me arrancado os braços e tirado meus olhos do rosto… A única coisa que faço é caminhar sem rumo, sozinho e perdido sem poder fazer nada. Mary adorava escrever estes cadernos e os guardava ao lado de sua cama, ela dizia que a ajudava a se lembrar dos pequenos detalhes a respeito das crianças, a meu respeito… quisera poder estes diários, mas como tudo o mais, eles fora, queimados até as cinzas. Ela sempre quis que eu fizesse o mesmo, a melhor das hipóteses ela tem razão, esta hábito pode me ajudar a recordar… a compreender.

EXAMINATIONS KANINA...

ASDFGHJKL. I just had my karate kyu promotional exams earlier. And I have never felt so pressured like before. Until now, there are still butterflies fluttering inside my stomach even though a senpai of mine already told me that I passed.

It was grueling and very intimidating since my sensei told me that the ones who will judge my exam would have higher standards for me, considering I was already 15. T^T NOOOO~.

So, for the whole week last week, I had non-stop practice on Karate so that I could train up these muscles (and work out my ABB a.k.a. A BIG BELLY) for the examinations that happened earlier today.

Imagine, I was already sweating very much and exhausted even though I just had to perform the basics. And no, I didn’t perform kata and kumite yet! It was just the basics! Well, that was a good sign, since shihan Abao told us that we had to sweat even if it was still the basics pa.

So, afterwards, we had kata, which was quite simple since it was just Heian Shodan. And then, for kumite, it was still one-step sparring and not yet the freestyle sparring pa! :DDDD

But the only thing that dismayed me a lot during the examinations was that hindi pa dumadating yung mga crushes ko when I was taking the exam. One of them only appeared after 15 minutes ng pag.take ko. >_<

ROAAAR.

Pero at least, he texted me when he said na malalate daw siya. KYAAA~ <3

HAHAY. Oh well. Hopefully, yellow na ako. :))))

13 de novembro de 1983

Nada faz sentido… minha esposa se foi, meus filhos agora não têm uma mãe… As coisas 
que presenciei nesta noite, me lembro de ter ouvido Mary gritar, eu corri, mas quando 
cheguei tudo estava calmo, somente por um segundo – Sammy estava bem – e estava seguro do que o que tinha escutado estava um sonho longínquo, muitos filmes de terror talvez. Porém, pouco depois havia sangue, e quando olhei para o teto, lá estava minha esposa… 
Não sobrou quase nada da casa, queimada até o final e em somente duas horas. Não temos roupas, não sobrou sequer uma fotografia, queimou inclusive o cofre onde Mary guardava o seu diário, os títulos e cadernetas de poupança dos meninos e poucas jóias que tinha, tudo se foi. Como poderia ela perder-se em chamas e desaparecer. Como uma casa inteira pode ser consumida nas chamas dessa forma, tão rápido, tão quente, como pode ter sido totalmente destruída e em tão pouco tempo. 
Quero a minha esposa de volta, oh meu Deus, eu a quero de volta.

17 de novembro de 1983

Estamos morando com os vizinhos… Mike e Kate, eles estão cuidando dos meninos, continuam me dizendo o quanto sentem, e que o fogo provavelmente foi um terrível acidente… problemas com a fiação talvez. Não me faz sentir nada melhor pensar que foi um acidente ou não. E isto não explica porque ela estava colada no teto, porém o que posso dizer para essas pessoas? Tentei dizer o que penso para Mike… ou ao menos o que acredito que aconteceu naquela noite, e ele me olhou de forma estranha.. do jeito que se olha para uma pessoa estranha, pensando que essa outra pessoa é maluca. E deve ter comentado com Katie, porque esta manhã disse, assim do nada, que deveria procurar um psiquiatra. Como poderia falar com um estranho a esse respeito? Nunca procurei um psiquiatra para nada, nem mesmo quando estive com os Mariners e passei por tudo o que passei. Meus amigos acreditam que estou ficando louco. E talvez esteja mesmo. 

walldosa asked:

Pow, então procura ela uai, engole o orgulho e vai atrás, talvez ela tmbm pode tá esperando uma iniciativa sua, custa nada tentar, o pior q pode acontecer é ela dizer q não quer voltar, e sem ela vc já tá msmo, então, não tem nada a perder... bom q se ela dizer q não, vc tenta esquecer ela de vez :/

dessa vez acho q fica por conta dela, eu ate chamaria se ela me desse um sinal bem forte dizendo: me chama no chat porra kk, mas vc sabe q homem n tem bola se cristal kkkkk , eu queria mt suportar ah vontade do caralhooooo de chamar ela no chat, minha mente eh mô baderna e quando eu to la no chat vendo ela online, fica um bagulho mt loco dizendo: aperta no enter nessa porra kkkkkk, vlh talvez ela ñ tenha sido tão clara, tipo no modo de ir tlg, como se ficasse com aquele gostinho de “ela ainda vai voltar” ou talvez eu seja um idiota msm, eh como eu disse ah baixinha mas cmplcd q eu ja vi na vida kkk, sinceramente ela deve ta dizendo: pq procura ele n procura alguem q não va machuca-lo , provavelmente vc ja deve saber o pq kkk.. tipo eh foda de explicar pq , ah vida com ela é mas daora kk , mt mas daora .. ela tem mt fases ,ah minha preferida eh quando ela ñ faz jogo duro, e na parte q agnt age como se fossemos 2 tarados kkkkkkkkkk, Ceh tem q ver ah mordida q ela me deu —’, faz 1 mes e meiu q ela me deu ah porra da mordida e esse caralho nao sai kkkkkkk .. eu prefiro assim imaginaa ela arranhando ? putz kkkk ceh tem q ver quando ela inventa de dizer q vai fazer academia -,- e eu fico tipo : ‘-’ ,’-’  : Vai malhar oq ai ? kkkkkk ja ta gostosa d+ kkkk , ela ñ eh do tipo mt romantica mas tem hrs q ela vacila um pouco e fica mt sentimental raramente.. em fim , eh melhor eu parar de flar essas coisas , kkk

7 de dezembro de 1983

A polícia voltou, não posso acreditar, mais perguntas, as mesmas que já respondi um milhão de vezes. Mais tempo que passo longe dos meus filhos, andando em círculos, chegando a nenhum lugar. Isto é tudo tão absurdo… tão inútil. Tomei uma bebida lá pelas sete horas… logo meus filhos adormeceram, estou tomando outro agora, mas nem isso me ajuda a dormir, preciso manter minha mente clara, às vezes consigo, mas depois tudo volta a ficar nublado novamente.

30 de novembro de 1983

São 4 horas da manhã e não consigo dormir. Me levanto ao menor ruído agora, mesmo que não haja qualquer ruído. É como se meus sentidos estivessem no maxímo e não posso desliga-los, é como aquelas vezes em que você se lembra de um sonho e depois de uns dois dias não tem certeza se o que aconteceu foi um sonho ou realidade. Continuo relembrando passo por passo daquela noite na minha cabeça. Por quê não fui vê-los mais rápido? 

Sinto tanto Mary, sinto muito que isso tenha acontecido. Algum dia você poderá me perdoar? O que posso fazer para me libertar dessa dor?

walldosa asked:

Poxa amor, q foda :/ mas q bom q já tà melhor, graças a Deus... Olhaaaa q chik em, mas vai jantar msmo ou ser jantada em? Kkkk

Kkkkkkkkkk só jantar *—-* ser jantada nao pode kkk

goxthe asked:

☾: Our muses are stargazing together

Ela não esperava que acabariam ali, mas não estava decepcionada. Ela adorava olhar as estrelas. Aquele lugar era completamente novo para ela, e o fato de estarem afastados das casas fazia com que o céu parecesse mais estrelado ali. Apoiou as mãos sobre a barriga, olhando as constelações e lembrando-se vagamente de algumas, o sorriso sempre presente em seu rosto. ─ A visão daqui é incrível... ─ Olhou para o rapaz por breves instantes, conseguia enxergá-lo msmo naquela escuridão. ─ Não pensei que você gostasse de olhar as estrelas também. Tem mais alguma coisa que eu deveria saber sobre você?