linguagem-corporal

Linguagem Corporal

ashiningmoment submitted to eus2escrever: Bom, eu não sei se vocês já tem uma matéria dessas aqui, mas como encontrei esse tópico no meio dos meus likes, decidi traduzir pra mim e, por que não postar?

Fonte: http://theinformationdump.tumblr.com/post/44418360041/body-language-cheat-sheet-for-writers-as

Obs.: Eu não sou nenhum expert em inglês, então podem haver alguns erros. Qualquer dúvida, chequem a imagem original ;)

Dicas de linguagem corporal para escritores.

Toda linguagem corporal deve ser considerada dentro de um contexto, mas se você definiu sua cena e estabeleceu seus personagens, um pouco de linguagem corporal pode ajudar!

Raiva

Raiva é uma expressão que leva a luta ou fuga — uma reação automática e instintiva a uma ameaça. Em muitos casos, há um medo subjacente de ser ferido. Graças à excitação automática do sistema nervoso, a frequência cardíaca aumenta, as pupilas dilatam e as faces podem corar. Outros sinais de raiva:

  • Cerrar os punhos
  • Cruzar os braços firmemente
  • Cerrar os punhos, uma vez que os braços já estão cruzados
  • Apertar os lábios
  • Balançar o dedo
  • Apontar o dedo para alguém

Angústia/Aflição

  • Homens, em particular, tem a tendência de esfregar a nuca quando estão chateados. Age como um gesto auto-calmante para lidar com uma “dor no pescoço”
  • Braços cruzados — os braços agem como uma barreira
  • Auto-abraço — braços cruzados, mãos segurando os braços
  • Cruzamento de um braço —um braço cruza o corpo para tocar ou segurar o outro —mulheres mantêm uma mão na alça da bolsa ou mochila, para parecer mais natural
  • Agarrar uma bolsa, maleta ou mochila com os dois braços
  • Ajustar os punhos da blusa, ou botões de punho (versão masculina do agarrar à alça da bolsa)
  • Dobrar as mãos na frente da virilha (homens)

Atração

  • Pupila dilata
  • Mulheres vão cruzar e descruzar as pernas para atrair atenção para elas
  • Espelho — (normalmente inconscientemente) replicar a linguagem corporal da outra pessoa

Fechado para Conversa

  • Manter as mãos nos bolsos (especialmente homens)
  • Braços e pernas cruzados
  • Relaxar (foi o significado que eu achei pra expressão “sit back”, mas pode estar errado nesse contexto)
  • Dobrar as mãos na mesa (cria uma barreira)
  • O cruzamento de pernas “figure-four” (colocando o tornozelo de uma perna no joelho da outra) e então agarrar a parte inferior da perna no topo, com as duas mãos

Mentir

Mentir causa um formigamento sutil no rosto e pescoço, então os gestos abaixo são tentativas de eliminar essa sensação.

  • Cobrir a boca —pode ser um gesto de silêncio, ou eles podem cobrir a boca completamente —algumas pessoas tentam cobri-la por meio da tosse
  • Tocar ou esfregar o nariz, ou abaixo do nariz — normalmente um gesto rápido e simples, não um arranhão
  • Esfregar os olhos (especialmente homens)
  • Coçar o pescoço com o dedo indicador.

Franqueza e Honestidade

  • Exposição das palmas
  • Braços e pernas descruzados
  • Inclinar-se para frente

Sinais de submissão

  • Sorrir — por isso que algumas pessoas sorriem quando estão chateadas ou assustadas
  • Ombros caídos
  • Fazer qualquer coisa para parecer menor

Superioridade, confiança, poder e dominação

  • Unir a ponta dos dedos
  • Dobrar as mãos atrás das costas
  • Dedões esticados para fora dos bolsos quando as mãos estão dentro deles (tanto bolsos traseiros quanto frontais)
  • Mãos no quadril
  • Sentar, ou ficar com uma perna de cada lado da cadeira
  • Mãos cruzadas atrás da cabeça enquanto se senta (homens; em mulheres isso empurra o peito pra frente e se torna sexual)
Referências de Linguagem Corporal para Escritores

Referências de Linguagem Corporal para Escritores

Toda linguagem corporal deve ser considerada pelo contexto, mas se você já definiu a sua cena e estabeleceu o seu personagem nela, um pouco de linguagem corporal pode ajudar.

Raiva

A raiva é a expressão de uma reação lute-ou-fuja, o instinto da presa — uma resposta automática e instintiva a uma ameaça. Na maioria das vezes, há um medo oculto de ser ferido. Graças à excitação do sistema nervoso autônomo, o batimento cardíaco aumenta, as pupilas se dilatam e o rosto pode ficar vermelho. Outros sinais de raiva:

  • Cerrar os punhos;

  • Cruzar os braços rijamente;

  • Apertar os punhos assim que os braços se cruzam;

  • Dar um sorriso desconfortável/tenso, o tipo de sorriso com os lábios apertados;

  • Cerrar os dentes;

  • Sacudir o dedo como um taco ou porrete;

  • Apontar energicamente para alguem (no maior estilo enfiar o dedo na cara).

 

Atração

  • Pupilas dilatadas;

  • Mulheres geralmente cruzam e descruzam as pernas para chamar atenção para elas;

  • Espelhar (geralmente sem perceber), imitar a linguagem corporal da outra pessoa.

 

Fechado para conversa, sem vontade de conversar

  • Manter as mãos nos bolsos, principalmente homens;

  • Braços e/ou pernas cruzadas;

  • Se sentar;

  • Dobrar as mãos juntas numa mesa (“cria” uma barreira);

  • A cruzada de pernas “figura quatro” (colocar o tornozelo de uma perna no joelho da outra) e, em seguida, agarrar a parte inferior da perna de cima com as duas mãos, como na figura.

 

Angústia, aflição

  • Homens, em particular, têm a tendência de afagar ou esfregar a nuca quando estão chateados. Isso age como uma gesto auto-tranquilizante, como se para lidar com uma “dor no pescoço”, expressão inglesa referente à um problema ou incômodo.

  • Braços cruzados — os braços agem como uma espécie de barreira protetora;

  • Abraçar a si mesmo — os braços cruzados, as mãos agarrando a parte de cima dos braços, como na imagem;

  • Apenas um braço cruzado — um dos braços cruza o corpo para segurar ou tocar o outro braço, por vezes segurando uma bolsa ou a alça dela para fazer o ato parecer mais natural;

  • Abraçar uma bolsa ou pasta com os dois braços;

  • Ajustar relógios ou abotoaduras (abotoaduras são isso aqui, um tipo de jóia designada para homens, usada na manga de camisas sociais);

  • Dobrar ou colocar as mãos em cima da virilha, para homens.

 

Mentindo

Mentir causa um sutil formigamento no rosto e no pescoço, então os gestos listados a seguir são tentativas de eliminar essa sensação.

  • Cobrir a boca — Pode ser como um gesto de “shh”, ou pode se cobrir a boca completamente. Algumas pessoas tentam disfarçar isso tossindo;

  • Tocando ou esfregando o nariz ou logo abaixo do nariz — frequentemente um gesto rápido e pequeno, diferente de coçar o nariz;

  • Esfregar os olhos, especialmente homens;

  • Coçar o pescoço com o dedo indicador.

 

Receptividade e honestidade

  • Expor as palmas das mãos;

  • Braços e pernas descruzados;

  • Se inclinaR para frente.

 

Sinais submissivos, resignados

  • Sorrir — é por isso que algumas pessoas sorriem quando elas estão chateadas ou com medo;

  • Ombros caídos;

  • Fazer qualquer coisa para parecer menor.

 

Superioridade, confiança, poder e dominância

  • Colocar as pontas dos dedos juntas;

  • Dobrar as mãos atrás das costas;

  • Colocar os dedões para fora do bolso quando as mãos estão nos bolsos (pode ser tanto bolsos da frente como de trás);

  • Mãos na cintura;

  • Sentar na cadeira com a frente do corpo para o encosto dela, como nessa imagem aqui;

  • Mãos dobradas atrás da cabeça enquanto sentado, em geral para homens. Mulheres podem também colocar os seios em evidência para parecer sexy.

Traduzido e adaptado para o português por Andy, revisado por Giulia.

Original: [x] [x]

5 dicas para aumentar sua autoconfiança

1. Evite comparar-se aos outros 

Há poucas coisas tão nocivas para a autoconfiança quanto basear sua avaliação pessoal em realizações alheias. “Como a colega consegue ir sempre à academia, cuidar dos filhos e ainda ser promovida?”, você se pergunta, colocando a própria capacidade em xeque. “Lutar para ser o melhor que puder é uma ambição mais realista”, defende Liggy Webb. 



Segundo ela, a autoaceitação é o componente mais importante para manter a admiração que tem por si mesma em alta. Como começar? Admita que não será sempre a melhor em tudo e que está em constante desenvolvimento. De qualquer modo, é mais construtivo usar referências pessoais passadas: “Se tiver uma autoimagem clara, saberá como se superar”.


2. Forneça estímulos a si mesma

De acordo com Becky Blalock, diariamente, em torno de 65 mil pensamentos passam pela nossa cabeça. “O problema é que 90%, ou seja, quase todos, são negativos. É mais fácil nos lembrarmos das vivências ruins do que das positivas”, justifica. É por isso que estamos frequentemente nos criticando, dando banhos de água fria na nossa autoestima. Vem daí a importância de reconhecer seu mérito e apreciar a sua conquista sempre que fizer algo com qualidade”, completa Becky. Ou seja, saiba se dar o crédito ainda que os outros não tenham reconhecido seu esforço. Para os momentos em que precisar de um incentivo a mais, ela indica relembrar conquistas e os feedbacks positivos já recebidos (de chefes, amigos, colegas de trabalho). “É um modo de obter coragem para não desistir perante os atuais desafios”, afirma. Dirija-se a si mesma com orgulho e concentre-se nas suas virtudes. O ideal é que as afirmações sejam sempre nos tempos presente ou futuro e em formato assertivo. “Em vez de dizer ‘não vou mais fazer isso’, tente ‘vou fazer isso de tal maneira, pois me trará resultados melhores’ ”, ensina Liggy.


3. Saia da zona de conforto

É natural torcer o nariz para qualquer atividade pouco familiar. Mas pode existir algo além de uma preguiça ocasional nesse gesto: medo de falhar. Quando reagimos assim, não realizamos uma fração daquilo que somos capazes. Becky alerta: “É impossível obter sucesso sem errar algumas vezes”. Entenda que o erro faz parte do processo de aprendizagem e não deve ser visto apenas como fracasso. Desafie-se - e, com o tempo, se sentirá mais segura ao fazer coisas até então inéditas para você.


4. Faça a lição de casa

Nem todo mundo é bom em improvisos. Para se garantir, certifique-se de que domina o assunto ou a tarefa que vai encarar - no trabalho ou na vida. “Sua mente precisa de preparo antes de um grande dia. Ou você ficará insegura e com medo”, diz Becky. No caso de uma reunião, conheça os dados necessários, pense em argumentos convincentes e em como rebater dúvidas e questionamentos. “Converse com pessoas que possam dar uma visão prática e realista ou até oferecer dicas exclusivas.” 


5. Treine sua linguagem corporal

Sua postura pode sinalizar segurança, credibilidade e tranquilidade, convencendo os outros e, de quebra, turbinando a confiança em si mesma. Para Fábio Caló, o contato visual é básico na comunicação. Um olhar para o chão indica insegurança ou até que a pessoa está mentindo. Tocar o antebraço e o ombro do outro também fortalece a sintonia. “No entanto, o gesto funciona apenas em situações informais, como uma conversa com um amigo ou com alguém da mesma posição profissional”, alerta. Já os braços, idealmente, devem ficar soltos. Mantê-los cruzados sinaliza posição defensiva e demonstra falta de receptividade. Observe também quanto você gesticula enquanto fala: “Movimentar as mãos para acompanhar a fala mostra liberdade e certeza nas informações que transmite”, diz. Mas cuide para não cometer excessos - ou pode parecer agressiva.


Veja também: 6 regras básicas para elevar a autoestima


Fonte:mdemulher



via Blogger http://ift.tt/14Wsf9C
Aperto de mão: Como criar uma relação equilibrada

São dois ingredientes básicos para se criar uma relação equilibrada num aperto de mão. Primeiro, assegure-se de que a palma da sua mão e a da outra pessoa estejam ambas na posição vertical, de maneira que não haja dominadores nem dominados. Segundo, aplique a mesma pressão que você recebe. Isto significa que, se o seu aperto de mão, numa escala de firmeza de 1 a 10, chega a 7, mas o da outra pessoa chega a apenas 5, convém você retirar 20% da força. Se a força aplicada pela outra pessoa é de grau 9 e a sua, de grau 7, você terá de aumentar em 20% a firmeza do seu aperto de mão. Se você estiver num encontro com um grupo de 10 pessoas, provavelmente terá de fazer vários ajustes de ângulo e intensidade para ficar em pé de igualdade com todos os presentes. Tenha sempre em mente que, em média, a mão masculina é capaz de aplicar uma força duas vezes maior que a feminina, o que exige que se faça algumas concessões.

                  

Lembre-se de que o aperto de mão evoluiu e tornou-se um gesto para dizer olá, adeus ou selar um acordo. Ele precisa, portanto, ser sempre cordial, amistoso e positivo.

a&b

Como podemos melhorar nossa linguagem corporal?

Ainda que muitos não deem o valor devido a linguagem corporal e a maneira com que nos comportamos diante das pessoas no nosso cotidiano profissional, o modo como nos expressamos através do nosso corpo diz muito sobre nós. O jeito como andamos, a velocidade dos nossos passos, como tocamos nosso cabelo, a frequência com que gesticulamos quando estamos falando e muitas outras maneiras dizem muito sobre como, por exemplo, tomamos decisões, correspondemos às expectativas e trabalhamos diante de pressão.

Se você é um recrutador deve conhecer algumas expressões corporais que as pessoas utilizam em uma entrevista de emprego quando estão com medo ou nervosas. Também deve perceber que elas gesticulam com maior frequência e se comportam de maneira mais entusiástica quando estão animadas para o cargo e convictas do que dizem.

A verdade é que a linguagem corporal fala sobre nós sem que precisamos usar nossa língua ou escrever um texto. Questões de etiqueta e bons modos retratam bem a postura e o comportamento de um profissional em sua vida dentro do escritório e fora dele. Tanto recrutadores quanto recrutados precisam entender que a linguagem corporal é um dos critérios na hora de uma seleção, quer queiramos ou não.

Para melhorar a linguagem corporal é necessário uma auto análise sincera da maneira com que nos portamos diante das outras pessoas. Caso você encontre defeitos isso pode demorar algum tempo para que comece a mostrar resultado, afinal de contas você irá precisar mudar alguns hábitos que às vezes você nem mesmo sabia que possuía. Vamos a alguns exemplos?

Se você costuma ficar de braços cruzados quando está conversando com alguém, talvez precise aprender a gesticular mais enquanto conversa e estar atento para desfazer esse gesto assim que perceber. Também, o fato de roer as unhas pode mostrar o quanto você está ansioso ou nervoso antes de uma entrevista de emprego. Alguém que possui uma linguagem corporal correta pode se apresentar como um concorrente mais confiante do que você.

Caso tenha dificuldades em mudar seus hábitos quanto a este assunto, peça a ajuda de um familiar ou de um amigo para lhe chamar a atenção todas as vezes que você cometer algum deslize. Não desanime se tudo parecer difícil. Também não pense que este assunto é insignificante, afinal de contas, em um mercado de trabalho tão concorrido, qualquer detalhe pode fazer toda a diferença.

Aparência Pessoal

Olá, primeiramente quero desejar um excelente 2015 a todos. Hoje trago uma discussão sobre a importância da aparência em apresentações. A aparência pessoal é uma fator muitas vezes desconsiderado em relação às habilidades de comunicação e apresentação.

Quando você está falando em público você pode estar representando a sua organização ou apenas a si mesmo, mas ainda assim você está na linha de…

View On WordPress

Se você não consegue decifrar a linguagem corporal feminina, ou não consegue lidar com o medo à rejeição, está você está fadado a perder o jogo do amor e do sexo.
—  Linguagem corporal na sedução -

NOSSOS CONTORNOS FÍSICOS TÊM MUITO A DIZER SOBRE NÓS 

Você sabia que os nossos contornos físicos têm e muito a dizer sobre nós?

É isso mesmo, pessoal! “A linguagem corporal é uma técnica que analisa de que forma nossa mente projeta na silhueta características de como encaramos o mundo a nossa volta”, explicação da nossa maravilhosa colaboradora Cristina Cairo.

É por meio da Medicina Oriental, forte aliada sobre as forças das emoções, da Medicina Psicossomática que nos apresenta como a nossa mente desencadeia as doenças e da Neurolinguística, isto é, a ciência que estuda a influência da linguagem sobre o nosso cérebro e comportamento que podemos fazer um mapa de toda a nossa estrutura.

Saiba que cada contorno de nosso corpo nos revela significados incríveis, desde o que as pessoas realmente são até as suas próprias instabilidades emocionais.

Então, vamos saber um pouco mais sobre o que diz a nossa forma física. Não se assustem, apenas atentem aos detalhes!

Seios Grandes e Fartos

Aquelas mulheres que têm seios grandes e fartos são consideradas supermamães, superprotetoras, adoram acolher todas as pessoas que as rodeiam, porém se magoam facilmente diante de qualquer frustração.

Seios Pequenos

Já as mulheres que têm seios pequenos são consideradas independentes, adoram a liberdade de viver, detestam se sentir presas a algo ou alguém, porém há certo egoísmo no ar em determinadas situações da vida e gostam também da palavra autoridade.

Bumbum Grande e Saliente

Normalmente, quem tem o bumbum grande são pessoas que adoram a palavra autoridade, portanto, são autoritárias, priorizam os seus próprios prazeres pessoais, há certo egoísmo nos ares e não esquentam a cabeça com o que os outros vão falar. São pessoas bastante desencanadas!

Bumbum Achatado

Normalmente, as pessoas com bumbum achatado apresentam uma personalidade muito forte, mas no fundo, no fundo têm um pouco de insegurança em seu íntimo. Às vezes, a carência, o medo, a solidão batem à porta dessas pessoas e, na maioria das vezes, abrem mão das próprias vontades para “xavecarem” ou satisfazerem os outros.

Braços Salientes

Geralmente, as pessoas que têm braços salientes são ambiciosas e o excesso da gordura no local significa que sentem vontade de abraçar o universo a sua volta para terem a chance de manter o controle das situações. Tais sentimentos poderão surgir em virtude da própria solidão.

Nariz

Quando o nariz apresenta o formato curvo significa que é uma pessoa que age voltada para si mesma e também prevalece certo abuso de poder. Já o nariz em formato arrebitado significa uma pessoa teimosa e orgulhosa.

Barriga Saliente

Normalmente, as pessoas que têm aquela barriga saliente são teimosas, desobedientes, não têm atitude firme para a resolução de problemas, logo a frustração fará parte de seu cardápio e sentimentos mal resolvidos se acumularão na região da barriga.

Formato da Cintura

Se o formato da cintura for fino, isso significa que a pessoa apresenta flexibilidade diante da vida e sabe lidar com diferentes situações de sua existência. Já o contrário, isto é, saliência de gordura na cintura, indica instabilidades emocionais.

Quadris Largos

Normalmente, são as mulheres que apresentam esses quadris, portanto, são mãezonas e superprotetoras, têm o poder de atração em alta.

Quadris Estreitos

Já quem apresenta este formato de quadril, são pessoas autoconfiantes, ousadas e adoram lutar pelos seus próprios desejos.

http://www.virada180.com.br/

A lei de causa e efeito

É possível parecer mais sincero executando gestos com as mãos espalmadas durante a comunicação com outras pessoas. O interessante é que, à medida que a pessoa se habitua a fazer gestos com as mãos

espalmadas, a sua tendência a contar mentiras diminui. A maioria das pessoas acha difícil mentir fazendo esse gesto, por causa da lei de causa e efeito.
A pessoa que está sendo sincera expõe as palmas das mãos; por outro lado, tê-las à mostra torna mais difícil contar uma mentira convincente. Isto acontece porque as emoções e os gestos têm uma estreita relação de reciprocidade. A tendência da pessoa que está na defensiva é cruzar os braços sobre o peito. Ao cruzar os braços , ela começa a experimentar sentimentos defensivos. Quando você fala com as mãos espalmadas, está exercendo uma pressão sobre seu interlocutor para que também seja sincero. Em outras palavras, as mãos espalmadas ajudam a evitar falsas informações por parte dos outros e os encoraja a serem mais sinceros com você.

a&b

Entrando no clima natalino, decidi dar um presentinho para vocês.

A autora de livros sobre comportamento humano Elayne Kahn resolveu analisar nossa linguagem corporal quando ganhamos presentes de outras pessoas. E, agora que esta tabelinha está aqui no tumblr, não tem uma melhor maneira de saber oque o seu jeito quer dizer, certo? ou que jeito você tem que fingir que tem. Dê uma olhada nos arquétipos e veja se você faz parte de algum!

  • Se você chacoalha o presente e tenta adivinhar o que tem dentro – é dramático e precisa ser o centro das atenções. É também um grande contador de histórias.
  • Se você abre o cartão primeiro – é pensativo e sensível. Não tem atitudes compulsivas – como gastar os tubos no cartão de crédito quando sai às compras. E liga para o que as pessoas pensam sobre você.
  • Se coloca seus presentes em volta para que todos vejam – adora entreter os outros, é animado e divertido. Divide as coisas com mais facilidade.
  • Se abre os presentes quando está só – também chora só, não divide opiniões ou sentimentos com os outros. Pode se sentir isolado pelos pares, mesmo não sendo.
  • Se espera para abrir seus presentes por último – é inseguro e preocupado. Pode se passar por egoísta, mas é pura timidez.
Usando a voz de forma eficaz - Parte 2

Usando a voz de forma eficaz – Parte 2

No artigo anterior, falamos sobre aspectos da voz e como ela pode revelar características do indivíduo e seus estado de espírito. Neste artigo vamos falar sobre a respiração e sua relação com a voz e indicar alguns exercícios práticos para melhorar suas apresentações.

O efeito da respiração na voz e na fala

A voz é sensível às emoções e às vezes fica “bloqueada”, o que pode impedir ou dificultar…

View On WordPress

A OBESIDADE SEGUNDO A LINGUAGEM DO CORPO 

Você sabe o que é a tal gordura em nosso corpo?

A gordura é o casulo que a pessoa cria, inconscientemente, para se proteger e se esconder dos problemas externos. Pessoas muito sensíveis, que se deixam magoar com facilidade, buscam se proteger atrás da gordura a qual representa a maciez de um abraço.

Muitas vezes, a gordura é uma forma convenientemente usada para se conseguir certos benefícios, como atrair a compaixão de outras pessoas, deixar de trabalhar naquilo que não gosta, escapar de certas obrigações que limitam sua liberdade e até mesmo testar o amor e a fidelidade do cônjuge. Mais uma vez vemos que o perigo está em nossa mente, não no mundo em que vivemos nem nos alimentos que comemos.

Faça um “regime” nos seus pensamentos e limpe toda essa amargura. Viva tranquilamente e sem se sentir ameaçado. Ame profundamente a todos e você perceberá que, como resposta, receberá mais amor dos outros. Saia já desse casulo e participe ativamente do mundo, de peito aberto e acreditando que você está sendo protegido pelas mãos do Grande Pai.

Pare de guardar mágoas e ressentimentos. Chega de discutir gratuitamente com as pessoas, pois cada uma delas luta pelas suas razões e você pode sair machucado. Apenas aja com docilidade e poder e não deixe que as diferenças de vida e opiniões o aflijam.

Atenção: quanto mais você “engolir” e guardar mágoas, mais seu corpo engordará! Para você superar definitivamente essa dificuldade de emagrecer terá de compreender que toda expectativa gera frustração.

Por isso, não fique esperando acontecer o que você deseja nem queira que as pessoas sejam como você ou lhe deem aquilo que tanto você almeja. Saia já dessa postura de vítima e perceba o tamanho do seu próprio poder.

Ninguém é responsável pelas suas fraquezas ou fracassos. Tudo depende exclusivamente da sua postura diante da vida e dos acontecimentos. Passe a agir como adulto e mostre seus verdadeiros interesses a quem é importante para você.

Tenha coragem de mudar seu comportamento e ser você mesmo. Se você não está encontrando em sua memória nenhum registro pelo menos semelhante ao que estou dizendo, certamente, é porque seu subconsciente abraçou com muita força alguma mágoa antiga e continua a protegê-la, pois para ele não existe “tempo”. Tenha calma porque com ele (o subconsciente) nós devemos agir despreocupadamente e mandar mensagens positivas e constantes, até que ele perceba que as defesas contra o passado são inúteis.

As mensagens que você pode enviar ao seu subconsciente são pensamentos e condutas contrárias ao que está vivendo hoje. O importante é sair logo desse círculo vicioso que ainda está impresso em sua mente inconsciente.

Pratique um esporte ou faça exercícios. Torne seus pensamentos mais ativos e coloque em prática as suas decisões. O mundo espera você para agir com ele. Transforme essa gordura em energia, sacudindo a poeira do passado e olhando para frente. Rápido! No começo tudo pode parecer difícil, mas depois você amará os novos hábitos e a sua nova personalidade.

Vamos, acorde! Organize-se! Tudo depende só de você!

Chega de arrumar pretextos, pois isso só vem provar que você está realmente tendo alguma conveniência em ser gordo. Busque o que você deseja sem prejudicar sua saúde e sua beleza.

E, definitivamente, tente compreender que quando nos magoamos com algo é porque estamos sendo egoístas em querer que tudo seja do nosso jeito. Liberte-se dessa tendência e aceite as pessoas como elas são. Seja você mesmo e não se permita pensamentos negativos. Eleve-se a cada dia com bons sentimentos em relação à vida e cresça cada vez mais dentro da evolução espiritual, sem mágoas, sem medos nem desconfianças. Quanto mais você se aproximar de Deus, mais se sentirá confiante e feliz. De outra forma, você estará cada vez mais longe dele.

http://www.virada180.com.br/

Os 3 sinais vermelhos

2. Braços cruzados.

                                

Esconder-se atrás de uma barreira é uma reação normal de auto-proteção que aprendemos ainda na infância. Quando crianças, nos escondíamos atrás de objetos sólidos, como um móvel ou a saia de nossa mãe, sempre que nos deparávamos com algum tipo de perigo. À medida que crescemos, esse comportamento se torna mais sofisticado. Na idade adulta, dobramos um ou ambos os braços sobre o tórax, numa tentativa inconsciente de bloquear aquilo que consideramos uma ameaça ou uma situação indesejada. Essa barreira de braços é menos evidente nas mulheres porque elas têm a possibilidade de se agarrar a objetos como bolsas ou carteiras.

As mulheres tendem a manter os braços abertos quando estão perto de homens que as atraem e a cruzar os braços sobre os seios quando estão ao lado de homens agressivos ou desagradáveis.

a&b

Sim, seu corpo fala!



Em algumas situações não é preciso dizer uma palavra para transmitir uma mensagem. Basta um movimento ou expressão para que as pessoas percebam o que você está pensando. Porém, poucos profissionais entendem o quanto é importante conhecer e saber usar adequadamente a linguagem corporal no trabalho.

Na seleção para uma vaga, em uma reunião com seu chefe ou na hora de uma promoção em seu trabalho, a forma como se posiciona pode influenciar a visão que as pessoas têm de você. Seja o tom da voz, movimento das mãos, a postura ou olhar.

Muitas vezes, pode não ser perceptível, mas um simples gesto de cruzar os braços ou aumentar a voz é captado por quem ouve muito mais do que se pensa. Por isso, é bom ficar atento no que seu corpo anda falando a seu respeito. Vejamos alguns exemplos:

- Em uma entrevista de emprego, quando o recrutador pergunta: “Por que você está deixando o seu emprego atual para tentar uma nova oportunidade?” Aqueles segundos de silêncio em que você pensa no que responder diz mais sobre sua resposta do que você imagina. Por isso, estar seguro do que quer dizer é sempre importante;

- A reunião está chata? Preste atenção no seu corpo. Usar a mão para sustentar a cabeça sugere que o tédio já se instalou. Mesmo que esteja cansado, evite demonstrar esse sentimento;

- A maioria das pessoas cruza os braços quando se sente na defensiva. O gesto também pode indicar que você não está confortável ou confiante no ambiente;

- Atitude positiva: numa conversa, manter o corpo inclinado em direção a outra pessoa significa interesse no que está sendo desenvolvido ou falado;

- Nas entrevistas de emprego e conversas em geral, as sobrancelhas dão sinais pequenos e certeiros. Quando estão arqueadas, demonstram interesse. Franzidas demonstram dúvida;

- Olhar uma pessoa nos olhos é outro ponto importante. Grande parte das pessoas se sente confortável com alguns segundos de olho no olho, porém mais do que isso pode parecer agressivo ou intenso demais;

- Espreguiçar-se é uma das gafes mais terríveis. Se estiver cansado a ponto de se espreguiçar, dê uma passada no banheiro para jogar água no rosto. Aproveite também para beber um chá ou café.

Vale ressaltar que não é possível controlar 100% da sua linguagem corporal. Por isso, a dica para evitar gafes é: seja natural e use o bom senso. Assim você evita que o seu corpo diga algo diferente das suas palavras.

Leia mais:

Sim, o corpo fala: saiba como persuadir sem dizer muita coisa/Administradores

Use o seu corpo para apresentar suas ideias/CNBC

Linguagem corporal/Revista Enfoque