l1keavirgin

Tradução em português do trecho do livro Booky Wook 2: This Time It's Personal, onde o Russell fala como conheceu a Katy.

“A coisa sobre mim é …” Eu anunciei para a assembléia. “É que eu sou um feiticeiro com os pássaros, um alquimista, você coloca uma mulher na minha frente e eu vou hipnotizar-la com a minha magne pura .” Na verdade eu estava planejando dizer magnetismo, eu tinha todo um discurso brilhante para dar sobre a minha capacidade sobrenatural com as mulheres mas tive que parar para observar a garrafa que estava arqueando na direção da minha cabeça do outro lado da sala.

Um baque. Ai. A garrafa bateu a direita da minha cabeça e embora fosse de plástico estava meio cheia meio vazia e dependendo da sua perspectiva isso machuca.

Todos riram.

O que eu tinha feito para merecer tal insubordinação? Eu examinei a trajetória do míssil em busca de pistas para revelar o culpado - e lá estava ela. Radiante e satisfeita consigo mesma, escondida por um óculos escuro, com um gorro e moletom amarelo que tinha uma girafa  como se fosse um fantoche escondendo a mão da manga direita estava Katy Perry invadindo o riso que ela mesma criara.

“Ei Brand” ela falou confiante.

“Vamos cérebro, vamos lá”, pensei, mas meu cérebro não estava funcionando corretamente, eu acho que talvez por causa da garrafa.

Meu estômago ficou estranho. Como se eu estivesse doente.

“Pegou na cabeça né? Um alvo fácil e é grande ainda mais com esse seu cabelo ridículo”

Os rapazes, os meus rapazes riram. Assim como o pessoal da MTV e alguns da tripulação que pararam pra olhar.

“Sua mira foi impressionante principalmente porque você está usando óculos escuros num lugar fechado, você deve ser cega… O que iria de certa forma explicar sua decisão de usar esse moletom ridículo.”

Katy não perdeu tempo. “Sabe é meio difícil receber conselhos de moda de um cara que parece uma travesti preguiçosa”

Aham eu sou bem feminino" Eu falei ordenadamente. “Se for comparado a você…”

Eu estava me saindo bem considerando a  lesão na minha cabeça e a sensação estranha no meu estômago.

Eu marchei até ela e comandei que ela tirasse os óculos.

“Melhor eu não tirar nada que está em mim perto de você, eu posso pegar herpes.

Esse joguinho não estava funcionando do meu jeito, eu habilmente a sequestrei da multidão que eram cerca de 30 pessoa para saber se eu conseguiria deslumbrá-la melhor, sem audiência. Ela tirou os óculos escuros, eu achei que isso ia me dar vantagem mas só senti meu estômago revirar mais. Ela tem olhos muito bonitos. Grandes e questionadores. Brincalhões e carinhosos.

Longe da multidão minha sagacidade iria retornar ao caminho certo.

"Seu bracelete…” Eu falei. “É legal.”

“Se você pensa assim. Obrigada.” É um bracelete de Alexander McQueen, um aro simples com dois crânios que enfrentam-se nas extremidades.

Sem dizer nada ela sorriu tirou o bracelete e colocou em mim gentilmente me algemando"

O gerente de palco veio avisar que eu precisava ensaiar a introdução.

Espremido na minha cabinezinha glamurosa como se fosse um Roudini relutante, e escutei Katy cantando de um jeito sem entusiasmo, o jeito que eles fazem no ensaio é  como  se eles não pudessem ser incomodados cada sílaba snedo grítada. 

“Vou fazer melhor um dia”

“We Will We Will Rock You”

Olhei para o meu nome no telão lá atrás e nervoso desci as escadas. Olhei para ela e a sensação de vertigem ficou pior.

“Senhoras e senhores” Ela disse. “Por favor recebam a maior rainha que já conheci, Russell Brand”

Eu sorri, andei e passei por ela, e tudo que eu queria fazer era tocar seus cabelos.

Quando cheguei ao final da passarela para fazer meu monólogo o palco onde Katy estava, tinha sido reduzido para dar espaço para a atração seguinte. 

Minha sagacidade retornou como eu sepre soube que seria.

“Obrigado por essa introdução” Comecei gesticulando atrás de mim. E diante dos seus olhos prenunciando os próximos 12 meses Katy Perry desapareceu sem deixar rastros. Apenas a cabeça dela passou de vista.

Katy e algumas amigas estavam penduradas ao redor do mixer. Eu senti o bracelete no meu pulso. Eu não queria devolver para ela mas não seria cavalheirismo da minha parte ficar com ele.

“Hm estou indo então”

“Ok.” Ela disse sorrindo.

“Nós deveriamos manter contato” Eu falei mesmo sabendo que ia vê-la no award que tinhamos acabado de ensaiar"

“Ah sim?” Ela respondeu. “E como vamos fazer? Sinal de fumaça?”

Agora eu estava com falta de ar e tudo estava quente. Ela está flertando comigo. Acho que ela está flertando. Todos meus instintos estavam afetados pela garrafada na cabeça e a sensação estranha no estômago"

“Você poderia pegar o meu número?” Eu disse. Ela pegou.

“Ah eu esqueci de devolver isso.” Eu disse tirando o bracelete do meu braço mas ela me interrompeu"

“Tudo bem fique com ele. Pra você se lembrar de mim.”

“Comecei a entender o que aqueles sintomas eram. Eu olhava pra ela e sentia. Então eu olhei para os olhos dela e pensei comigo mesmo: "Não preciso de nada pra me lembrar de você.”

Foi assim que me apaixonei.

No outro dia nós fizemos o show. Eu carreguei o bracelete no meu bolso mesmo sabendo que ela estava lá. Naquela noite fomos no nosso primeiro encontro ela foi engraçada e fofa mas o mais importante  é que ela emitiu um poder gentil que me fez querer se alguém bom.

Você pode achar fútil eu achar que ia me casar com ela desde a primeira vez que a encontrei mas a verdade é que me apaixonei por ela desde o momento que ela jogou aquela garrafa na minha cabeça.

Como o cupido em um motim.

Desde o primeiro encontro eu mudei, sem  mais nenhuma outra mulher. Na verdade milhares de mulheres, acordo com uma diferente todo dia. Todas são ela.

Ela está dormindo do meu lado agora, tranquila e silenciosamente sedutora, é impossível aliá-la com aquela menina incandescente que brilha durante o dia. Sua mão está em seu ombro e eu consigo ver o anel que dei pra ela quando a pedi em casamento no ano novo na Índia, debaixo de uma lua cheia, uma lua azul.

Em uma lua azul ela disse sim. Ela me escolheu, me engarrafou e me algemou. E agora essa é a minha vida, minha menina, essa mulher maravilhosa. Apenas ela e a revolução.

Tradução by: @darthvanner se pegarem deem créditos.

youtube

Tributo á Krusty, Lonely by McFly (legendado em português)