4

Às tantas faltam adjectivos para falar destas ilustrações. São assim como quando bebemos chocolate quente e até o coração aquece. As páginas estão cheias de detalhes encantadores e ficamos horas a descobrir as preciosidades que se escondem em cada uma delas. Um bom exercício é tentar descobrir o urso (o pequeno) em cada uma delas. Quanto à história, é simples: o urso pequeno desaparece e o urso grande vai atrás dele. O final é feliz.

A cantiga do urso
Texto e ilustrações de Benjamin Chaud 
Orfeu Mini
14,90€

in Liv, jornal i, 10 Novembro 2010

Odeio quando mando uma ask perguntando alguma coisa, e simplesmente ignora. É famosinho pra quê, velho? Se não sabe tratar seus followers? Só quer números de followers, sendo eles que são seus leitores, que sabe como se sente... E quando faz uma simples pergunta você ignora ou simplesmente responde com grosseria? Na boa, sinto pena de vocês, muita pena mesmo.
A minha luz é artificial, o meu futuro obscuro, difícil viver sem um ideal, difícil com tanta gente em cima do muro. Sem saber onde houve o erro - corrupção, tanto lixo, um aterro, o fedor de podres frutas tropicais. Invadidos, infantis propagandas sexuais, mão de obra, gado para abate, sumo, capricho de animais, massa de consumo.
—  Transtorno Poético, trecho do poema “Mineradores do fundo do poço”.
2.3.11

is it selfish of me for wanting him to stay? I honestly would give anything to have him stay. I have only gotten to spend two weeks with him. It’s not fare. I swear it’s like Dear John. I never thought that it could happen in real life, but it has. I’m not in love with Jared, but I feel myself falling. And he leaves tomorrow morning at 8:30. What am I supposed to do for five months? I know I’m going to be worrying myself sick about whether I’ll get to talk to him or whether he’s okay. I know that my family and Whit will make sure that I don’t go crazy. And I plan on going and seeing his family whenever I get the chance to. It’s just going to hurt so much when he leaves.

Eu geralmente insisto em falar mal desses novos escritores. Eles estão saindo de que ovo? A pergunta não é essa, confesso, mas a ninhada de bichanos é assustadoramente perspicaz e estrategicamente ligeira. Eu não sou vanguarda, nem queria ser. Os antigos poetas estão sendo violentamente desrespeitados, cospem em obras de Machado de Assis com referências infantis ou mesmo ficcionais. As memórias póstumas de Brás Cubas estão sendo mais distorcidas do que puxa puxa. Eu vi, dia desses, uma obra que se destinava a ser a nova Capitu, a criar um Bentinho novo. Cadê aquela centelha de originalidade?

Eu sou um péssimo escritor, mas julgo que eu mesmo torno minha obra obsoleta, intragável ou mesmo desprovida de sentido.

Sinto que este comentário não vai descer redondo para meia gente. Abram uma latinha de Skol e amem a Ipanema de Vinicius que ninguém se deu ao desplante de chafurdar.

—  A.E.C Souza

anonymous said:

Guess what: Mario Infanti refuses to believe declawing a cat does any harm if it's done when they are young. He also said ' It's no worse than circumcising a baby.' (which, ya'know, only removes skin and not FREAKING BONES. And also messes up with the genitalia's sensitivity.). AND, claimed to have "been working with big cats for over 20 years." which I call bullshit if he decided to own a big cat and declaw her. It's all in the comments of the video you posted (purrfect christmas I think)

GROSS.  GROSS GROSS GROSS.

What a typical thing for a private owner to think.

Text
Photo
Quote
Link
Chat
Audio
Video