hgg

Cura essa dor que está dentro de mim, que está tomando tudo de mim. Me envolve no seu abraço, não me tira dele, não me solta… me abraça até a dor passar. Preciso sentir o calor do teu corpo e do teu coração para ver se esquenta algo dentro de mim. Estou perdendo as minhas forças…
—  Insufocável. 
Aquela vontade louca de dizer que te amo, aquela vontade louca de dizer que te quero comigo, aquela vontade louca de ir atrás de você, aquela vontade louca de pular em você e te abraçar, aquela vontade louca de te namorar, aquela vontade louca de querer ficar com você, aquela vontade louca de querer fazer cafuné no seu cabelo, aquela vontade louca de te encher de beijos, aquela vontade louca de te olhar nos olhos, aquela vontade louca de te dar carinhos, aquela vontade louca de te dizer o que eu sinto, aquele medo louco, aquela covardia ridícula, aquela falta de coragem pra fazer tudo isso.
—  Insufocável. 
6

So I decided to make myself look like a cynical dimension hopping quantum physicist this morning

just a test, think I need some purple/grey shading to get the  I’ve-been-up-all-night-doing-science look down but eh, it’s a start

I think the biggest irony about this was reapplying freckles after covering my own with foundation (_  )_

Passar enormes nervosos ao te ver ou falar com você. Perder as palavras quando você chega perto… É um dos seus efeitos sobre mim. E eu me pergunto o por quê disso… Eu jurei nunca mais me apaixonar novamente, e não vou deixar acontecer. Mas quando eu te vejo, isso some da minha cabeça, e só consigo olhar pro seu sorriso, me perder dentro dos seus olhos, e sorrir bobamente. Realmente acho que meus olhos brilham ao ver você… por que o seu jeitinho, calmo e alegre todo o tempo, me encanta. E do nada você me olha e fixa o olhar, e sorri pra mim. Você faz isso por que não sabe como eu me sinto, né? Sinto minhas bochechas ficarem vermelhas, minhas pernas ficarem praticamente bambas, e por causa disso, óbvio que eu tenho que passar alguma vergonha. E você ri. E eu riu. E a gente se olha. E você vem finalmente falar comigo. Queria mesmo ficar sentada com você por horas conversando e ficar te admirando, mas enquanto isso eu imagino de madrugada.
—  Insufocável. 
Quando os seus olhos castanhos escuros se cruzam com os meus, sinto perder o ar… Esse olhar cheio mistério, bondade, alegria e serenidade faz com que comece uma confusão na minha cabeça, que me desmonta inteira. Não sei o que pensar, não sei como agir, só um sorriso consigo soltar. E você consegue me arrancar tantos sorrisos… Te observar de longe e ver você sorrindo, fazendo palhaçadas em uma rodinha de amigos fazendo todos rirem me faz ter a certeza que tudo o que você traz no olhar é o reflexo da sua alma.
É bom saber que você me vê com outros olhos, e não com os olhos dos outros. Você se permitiu me conhecer de verdade, olhar a minha alma com cuidado, me analisar com o maior carinho possível, e era só isso que eu estava precisando.
Você não precisa de exageros ou a melhores palavras do mundo pra me elogiar. Você é simples, pequenos gestos que se tornam os melhores. E faz meu coração acelerar. Bombear sangue rapidamente por todo o meu corpo e seguindo assim um frio no estômago.
Não sei exatamente o que está acontecendo… você deve ter me apaixonado. Sim, a culpa é sua. Sua culpa por ser o garoto que tem tudo em comum comigo, por ter o sorriso que ilumina até o próprio sol. Por ter um jeito que mexe tanto comigo. Por ser o garoto dos meus sonhos, talvez. Tudo isso é tão confuso, mas algum dia eu ajeito essa bagunça.
—   Insufocável.