Dinner

LGBTQIAA+ people are invited to sit at Jesus’ dinner table and enjoy the feast God as s prepared for his returning children.

And God has asked his currently returned children (Christians) to go out and bring the rest in from work and from the streets to join in.

But we (church people) like Jonah and the older brother (story of periodical son) are so prejudiced and hard hearted that we would rather see them starve and be damned by God.

The reality is that with out us LGBTQIAA people are building relationships with a God that loves them despite us.

And we are the ones who arent at the dinner table. We, Christians are the ones sitting over the mountain top looking down on Ninivah waiting for it to be struck down. While they in fact are celebrating and having a festival at the feast we are failing to invite them to.

And the truth is that night is coming and the gates to that feast will be closed. If we arent in the feast now, we will be closed out of that dinner; that is a real loving relationship with God.

If God looks past the life style of people and sees his children, why can’t we?

Why do we feel the need to be right at the detriment of our selves and people we are called to love?

If we fail to love we are no more than the wicked servant who hid his masters investment money rather than go and invest like he was told. Or better yet we are the complaining workers in the vineyard who were against having extra help come in last minute.

Who are we to question where the master invests or who he brings in to work?

Se apaixone por alguém que leve sua mochila depois do colégio, e não que leve sua felicidade. Alguém que tê dê o coração, e não pegue o seu e pisoteie. Se apaixone por alguém que cuide de você, proteja você, não minta, nem que a verdade vá doer. Se apaixone por alguém que aceite ver aquele filme meloso que você ama, só pra te ver sorrir, por alguém que vai comprar sorvete pra você nem que seja uma hora da manhã de domingo. Por alguém que ame você, de verdade. E amar não é tão simples assim. Não é um simples eu te amo. Amar vai além de palavras. Se apaixone por alguém que faça um bolo -que na verdade é só cobertura porque a massa não cresceu-, pra você, por você estar com vontade de comer doce. Se apaixone por alguém que sorria quando você sorrir, que limpe suas lágrias quando você chorar, que te abrace quando você precisar, que seja seu amigo, e um tipo de irmão… Se apaixone, acima de tudo e além de tudo, por alguém, que ame Deus acima de todas as coisas, mais do que ama você. Se apaixone por alguém que Deus escolheu junto com você. (ITS-♥)

Sabe… Aos poucos percebo o quão grande é esse amor e o quanto eu preciso de Você. Não, não é um simples precisar, é um precisar além de palavras, é algo que além de explicações. Eu preciso de Você. E realmente, com toda a verdade, mais do que o ar que respiro. Eu sinto medo de te perder, não por Você ir embora, mas por eu me afastar, porque Você ir embora é impossível. Você é tão importante pra mim, e eu te amo tanto. Não como você me ama e nem como Você merece, mas eu tento te amar mais a cada dia. Na verdade, isso já se tornou automático. Te amar, é como respirar. Eu vivo Você. Sei que não mereço nada de Ti. Mas, preciso. Me perdoa pelas vezes que te magoei, me perdoa por não te dar o devido valor… Eu realmente sou falha. Mas, eu te amo tá, Paizinho? Você é realmente, com toda a verdade, tudo pra mim. És minha vida. Jesus.

Eu sou a menina Dele. Você não brinca com a menina de Deus. Eu tenho um aviso na minha testa que diz: É melhor você ser legal comigo, porque o meu Pai, governa o mundo.

Gianna Jessen.

Porque Jesus morreu de braços abertos pra mim e pro mundo, eu vivo de braços abertos pro mundo, pra acolher quem for preciso. Porque Jesus sorriu por mim e pra todos e ainda sorri, eu vivo sorrindo pra todos e sempre vou sorrir. Porque Jesus morreu por amor e eu vivo por amor e se for preciso, morrerei por amor a Ele.

Eu sou a Tua menina, certo? A Tua menina. E isso, ninguém pode mudar. Você é o amor da minha vida, certo? O amor da minha vida, e assim sempre será. Serás meu príncipe, e eu, a Tua princesa, serei tua e tu serás meu. Que o som da minha voz seja agradável à Ti, como o som da Tua é pra mim, eu quero te encantar, eu quero te fazer sorrir. Eu sou a tua pequena, e sempre serei. Eu te magoo as vezes, me perdoa por ser assim, me perdoa por não te agradar 24h por dia, me perdoa por não fazer tudo segundo a Tua vontade. Mas, eu sempre vou tentar melhorar. Me protege, vai, na verdade, continua me protegendo, vai, por favor, cuida de mim. Não desiste de mim. Eu sei que sou difícil, complicada, e essas coisas, mas, Você me entende, Você me decifra, na verdade, Você é a senha do meu coração. Você é a razão de tudo. A razão de eu viver, e respirar, das batidas do meu coração. E sabe o que eu descobri? Então, deixa eu te contar. Me perguntaram esses dias, se eu tinha uma música preferida, achava eu, que não tinha, mas eu acabei de descobrir que tenho, é a música das batidas do meu coração. Elas me fazem viver. Eu vivo por ti, vivo, vivo e vivo. Pra sempre viverei. As batidas do teu coração são o que me fazem se movimentar, respirar… Como eu poderia me mover sem escutar teu coração bater? Ou sem ouvir tua respiração rápida quando eu chamo Teu nome? Ah, Jesus, tu és, realmente és, o amor da minha vida! E eu não quero te deixar… Eu te amo. Que o seu coração bata no lugar do meu, e que a Sua vida, se revele através da minha. (ug-♥)

As vezes a gente sente falta da gente. Do que a gente era, do que a gente pensava em ser. A gente sente falta dos nossos sonhos que ficaram pela estrada em um cantinho qualquer que a gente parou pra pensar e dar uma choramingada. A gente sente falta da gente. Sente falta de tanta coisa na gente. Das longas gargalhadas, de falar sozinho, de sorrir sozinho. Sente falta de ter aquele tempo da gente mesmo, sabe? Só a gente, com a gente. É tanta gente, né? Mas, é, é mesmo. É tanta gente no mundo. Sofrendo por algo. E sentindo falta de si. Do que foi, do que quer ser. Mas, o bom de tudo isso é que Deus tá ali sempre. Convertendo nosso coração de “eu sou meu dono” pra “Deus é meu dono”, tipo de RMVB pra AVI, entende? É, é isso que faz a gente continuar, o grande fato de termos um Deus que nos aceita todos os dias, que nos converte todos os dias, que muda nossos caminhos, que ajuda a gente. Mostrando o que somos, quando nós esquecemos quem somos. E o que somos? Porque nascesmos? Pra que? Apaixonados. Por Ele. Para sermos apaixonados.


O amor, e seus princípios. 

Eu ando pelos corredores do mercado sem olhar as placas no alto de cada um, pra ver o que tem. Passo por um corredor e vejo uma garota sentada no chão, olhando pra cima, tento ir em direção a onde ela estava olhando e vejo um garoto olhando para os cadernos, o que indica que aquele corredor era de material escolar. Ela fala com ele, algo que eu não entendo, ele olha pra ela e fala algo. Os dois parecem estar se divertindo, mesmo sem estar rindo… Algo no tom de voz, no jeito de se movimentar, não sei. Ela estava ajudando ele a escolher um caderno, é isso! Algo nos dois me chamava atenção… E me fez querer parar de andar e ficar ali observando eles, observar ela ajudar ele a escolher um caderno, os dois brigarem por ele querer um e ela achar mais bonito o outro. Observar eles irem até o caixa pra pagar, os dois cadernos, porque ele, como a ama, pegou o que ele queria e o que ela queria. E no que ela queria, ele escreveria textos pra ela… Minha imaginação fértil. Não, na verdade não. Esse é o amor. Verdadeiro, digamos. Envolve muito mais coisas, mas esse é um dos fatores. Primeiro, você tem que ser irmão, amigo, confidente. Essas coisas, pra depois querer casar. Entende? E eu não ando vendo esse tipo de amor, não. É uns meses de namoro, acaba, parte pra outra. É tipo “oi, te amo, tchau, hoje não te amo mais”. O mundo anda tão… Tão perdido. Porque eu creio, e sei, que o verdadeiro amor só vem de Deus, e só Ele pode nos dar… O resto tudo, é só um simples gostar, uma simples quedinha, uma atração, um querer beijar, agarrar. Você pode até dizer “quero casar com ele, com ela”, mas já parou pra pensar, que você quer um abraço pra te satisfazer no fim da tarde, um carinho pra te satisfazer também? Filhos pra tua alegria… E tudo. E satisfazer a outra pessoa? Amor, é a felicidade das duas pessoas, é deixar de lado algumas coisas, pra outra pessoa ser feliz. É isso… E eu não ando vendo muito isso, mas eu quero, e sei, que vou viver uma história de amor que vai ser muito bem contada, uma história tipica do conto de Deus. Não, sem conto de fada. Conto de Deus. Porque foi Ele quem escreveu a minha história de amor aqui na terra.

UmaGota

Leva-nos além do que podemos imaginar, além de nossos pensamentos, de nossos desejos. Leva-nos além dos limites. Correremos e não vamos nos cansar, e voaremos como águias, pois Tu és o Deus que nos dá forças, e Tu és a nossa força. Jesus, te amamos. 

Minhas mãos cansadas de tentar arrumar o que eu não posso arrumar, meus pés exaustos de continuar, meu coração quebrado, e eu tentando remendá-lo. Eu me jogo nos teus braços, Jesus. Preciso da tua força, porque não consigo nada sem Ti.

10


Tão pequena. Tão frágil. Tão sentimental. Tão sonhadora. Tão assim, tão ali, tão aqui. Tão ela. Prefere sorvete no frio do que no calor, prefere andar descalça na chuva do que ir no cinema. Chora em filmes de ação e comédia. Se enrola pra falar, ama cantar e dançar no corredor de casa, gosta quando o sol bate no seu rosto. Gosta de coisas que ninguém gosta, coisas inusitadas, como banana com ketchup ou coisas loucas assim. Ama filmes de romance, tem medo de perder seus amigos. Tem medo de incomodar, sempre, então, se ela estiver incomodando, fale, mas se não estiver, também fale. Gosta de pequenas coisas, como uma flor arrancada da esquina da vizinha, uma bala, um pirulito, um chocolate comprado no posto, um papelzinho escrito uma poesia ou um versículo… Coisas assim. Gosta de voltar no shopping, só pra andar, pensar, olhar as pessoas, olhar os dedos entrelaçados e ficar sonhando enquanto olha crianças correndo pra lá e pra cá. Enquanto todos não sabem a diferença de sorvete de baunilha pra sorvete de creme, ela sabe. Sorvete de baunilha é de baunilha e de creme é de creme, oras. Muitas vezes não entende piadas, mas ri mesmo assim, da própria cara e de sua lerdeza… Gosta de ouvir piadas, gosta de ouvir músicas novas. Ela se considera uma garota comum, mas não sabe bem se é, porque as vezes se sente tão diferente das outras, tão “não se encaixo”, mas as vezes se sente como uma garota normal no meio de outras garotas. Ela não sabe se descrever, e já começa a se enrolar… Logo, logo ela para de escrever. Na verdade gostaria que alguém a descrevesse, mas ela mesma faz isso… Mesmo que não muito bem, mesmo que não por completo. Mas ela faz. Cheia de manias, cheia de coisinhas, cheia de sonhos. Ela é assim mesmo, se acostume.  Tão pequena. Tão frágil. Tão sentimental. Tão sonhadora. Tão assim, tão ali, tão aqui. Tão ela. 

Text
Photo
Quote
Link
Chat
Audio
Video