formspring.me

كنتٌ فيما مضي أعشق القلم لم يكن يوجد ماقد يبهجني كلحظة تدويني لما يجول بمشاعري او الإطلاع على مايجود لنا به "الكتاب أمثالك . الآ أنني مؤخراً بِتُ زاهدة فى كل شي أشعر بأن الزمن توقف عقارب ساعتي دائماً تسير للعكس ما الذي قد يؤدي الى هذا وكيف هو الخ

الحيَاة بمَا فِيهَا لا تسِيْر عَلى وَتِيرة وَاحِدة
وَ إلا لسَاد المَلل كُل شَيء وَ مَا تبقّى شَيء
للحيَاة مِن أجلِه .,

أنْ نُحب شيئاً وَ فِي لَحظَة مَا نمَلّ مِنه
أوْ أننَا نبتَعِد عنْه لسَبب مَا / نعلَمُه أوْ نجهَلُه ،
فالأمْر طَبيعِي جداً فِي هَذِه الحَالة ,

” فمَجرَى المَاء يَبقى مَجرى للمَاء وَ إنْ جَفّت أرضُه
لمُدة ، لا بُد أنْ يَعود المَاء يوماً ليُحيهَا ”

لا تُوجَد أسبَاب بحَد ذَاتِهَا , لَكنِي أشعُر أنّ أرواحُنا
تحتَاج الإبتعَاد عمّا تُحبْ لفَترة ، حتّى يَأخُذ الحَنِين إليهَا
حقّه ، ثُم مَا تَلبَثُ أنْ تَعود بحُب أكبَر وَ أقرَب !

وَ نصِيحتِي ، أنْ نعَوضَ نقصَ الكِتابة / بالقِراءَة !

وأهلاً (:

كُن سؤالاً في فَمي لآ يعرفُ الجوآبَ !!

cheeselover80 asked:

So I know (via your FAQ) that you haven't seen anything paranormal while working in castles, but I read reference to a pair of lovers that haunt Goodrich castle. Can you tell the story that is behind that?

Well there are a number of Ghost stories at Goodrich and some of my staff who worked there are convinced that they had seen or felt their presence. I believe the story you are referring to dates back to the English Civil War.

Goodrich Castle was the scene of one of the most desperate sieges during the English Civil War, rival factions of Parliament and those that supported the King vied for power across England. In 1646, the Parliamentary Colonels John Birch and Robert Kyrle marched south from their successful Siege of Hereford and besieged Goodrich Castle, with the aim of eliminating one of the few remaining Royalist strongholds in the Country.

The siege lasted for several months until the Parliamentarians deployed ‘Roaring Meg’ a huge mortar (cannon) that was capable of firing a 200lb ball, that began to demolish the medieval defences, the Royalists defended themselves for many weeks under the onslaught of Meg’s fire but eventually with only four barrels of gunpowder and thirty barrels of beer left, the Royalists surrendered.

According to legend Colonel Birch’s niece, Alice Birch, fell in love with a handsome Royalist, Charles Clifford; according to these stories the two attempted to escape before the final assault of Roaring Meg but died in a flash flood while trying to cross the River Wye, and live on as ghosts on the site.

Someone ought to make that into a Movie!

Você acha que a personagem Utena é um bom exemplo para mulheres?

Shoujo Kakumei Utena é uma obra muito especial para mim e forma uma quadrilogia interessante com A Rosa de Versalhes, Princesa e o Cavaleiro e Paros no Ken. O que está em pauta nessas séries é o lugar da mulher em um mundo feito por e para os homens. Safiri tinha que fingir que era um homem para sobreviver, Oscar teve que sublimar sua feminilidade para ser vista como competente, já Erminia teve que abrir mão de sua coroa para não perder o seu amor. Utena, no entanto, vai um pouco além: ela quer se libertar dos papéis impostos, sejam eles femininos, ou masculinos. Nesse sentido, ser o príncipe para a heroína, não quer dizer tornar-se um homem, mas, sim, poder escolher o que fazer e como se comportar. Isso fica marcado em Utena, desde o seu uniforme. 

Parece tolice, mas não é, pois todos nós, homens e mulheres, acabamos pressionados a nos encaixarmos em papéis predeterminados, os tais papéis de gênero, só que no caso feminino, muitas vezes, não há valor nem prestígio envolvido nisso, só uma série de obrigações, restrições, sentimento de inferioridade justificada por uma suposta natureza. Desejar ser diferente dos padrões de feminilidade constitui uma transgressão que, em alguns casos, pode levar ao deboche, à exclusão de certos grupos ou mesmo a um maior risco de sofrer violência. Aliás, Anthy representa a exacerbação desses padrões de feminilidade, através de seu silêncio e subordinação, ela existe para servir ao noivo da rosa, sendo usada e passada adiante. Neste mundo, se revoltar contra papéis impostos é sofrer, portanto, é preciso ser muito forte para manter-se nobre. É isso que Utena consegue e tantos de nós sequer ousamos tentar. E, sim, ela é um bom exemplo para as mulheres, mas é um bom exemplo para os homens, também.

هنآ رفيقتي ، بنفس عمري ، ومنهآ أتعلم ..
عندمآ تقرؤون لهآ ستصآبون بوعكآت ذهول ..
كيف ينسج المرء من أوجآعه ثيآبآ فآخرة ، وكيف يخلق من الحروف عقود لؤلؤ ..
كونوا هنآ ، فليس هنآك مآ هو أجمل من حرفهآ ، سوى حرفهآ ذآته

Você ainda está acompanhando a novela Salve Jorge? Concorda que o mocinho é meloso/bobo demais? E, como cristã protestante, o que acha do título da novela fazer referência a uma oração à uma entidade de religião afrodescendente?

Acompanho e devo escrever sobre a novela nos próximos dias. E só adiantando uma coisa, não acho que ao falar “Salve, Jorge” estou convidando o diabo para entrar na minha casa ou na minha vida. Aliás, se formos radicalizar a questão, sou obrigada a fechar com o Malafaia que escreveu lá no twitter que “crente que é crente não vê novela alguma”. Já não é a primeira vez que me interpelam aqui sobre essa bobagem, mas acho muito ingênuo acreditar que não foi uma jogada de marketing da Universal demonizar Salve Jorge usando o Facebook para tentar atrair audiência em um momento que uma novela muito popular está terminando.

Interessante, que ninguém me pergunta "Mas como você assiste Lado à Lado?! Há uma personagem importante lá que é mãe de santo? A personagem do Lázaro Ramos é do candomblé!". Novelas com temática espírita - e esse não é o caso de Lado a Lado - são muitas, mas nunca houve essa campanha daninha contra uma produção do horário das seis, porque, bem, muito pouca gente se importa com novela das seis… Fora a tolerância com o espiritismo “branco”, e a aversão pelos cultos afro.

E mais, São Jorge - mesmo tendo seu status oficial de santo católico questionado pelo Concílio Vaticano II  - é um dos santos cristãos mais populares desde a Antiguidade Tardia. A graça é que a aversão aos cultos afro - mistura de misticismo, superstição e, claro, racismo - é tão grande que há quem sequer pare para refletir sobre isso… Mas, enfim, é tão cansativo…

Thank you darling, I am a lovely drunk, never aggressive, more loving, kind and friendly than when I am sober, if that were possible! ((oh yeah and my ego is not held in check as much as it is when I’m sober either) as if you couldn’t tell).

And I do wish that missing-e would catch up and allow replies to replies again….

valéria, as contradadições da bíblia nunca abalaram a sua fé?

Quando eu tinha nove anos e comecei a ler material sobre a origem da terra, dinossauros, Teoria da Evolução, etc. Passei a me questionar sobre as narrativas do Gênesis e achei que poderia ir para o inferno. Mas eis que encontrei as anotações de faculdade de teologia da minha mãe que discutiam todas essas questões – mito da criação, Arca de Noé, e outras coisas – de forma muito mais aberta do que se faz hoje, vivemos um momento de backlash religioso, também. Tive contato com um material dos Testemunhas de Jeová sobre mitos de criação e evolução que me ajudou muito, também. Antes dos 12 anos já tinha plena consciência de que a Bíblia era um livro historicamente construído, com múltiplas autorias e intervenções ao longo do tempo. Desestressei. Importa-me mais a mensagem geral que atravessa os vários livros e que sinaliza, pelo menos para mim, que há um Deus que se preocupa conosco. 

Eu sou historiadora, não sou teóloga, nem tenho nenhuma pretensão ou interesse em discutir questões que são difíceis ou impossíveis de provar. A fé que eu tenho em Jesus Cristo não carece de provas e minha posição como cristã me obriga: 1. A amar o próximo – e esse próximo não se escolhe, não posso dizer que amor fulano e não amo ciclano por não ir com a cara dele ou dela. E isso, talvez seja a coisa mais difícil de se fazer, porque, bem, somos educados por todos os meios (*família, escola, mídias em geral, igreja, etc.*) a selecionar as pessoas, rejeitar umas e acolher outras; 2. Fazer o bem – e, de novo, não posso decidir quando quero ser boa, ou não, ou com quem; 3. Ser justa – daí, não posso conceber que um grupo oprima o outro, ou tente confiscar seus direitos de cidadania, por exemplo, e isso independe de eu acreditar, ou não, que esse grupo por não seguir a mesma fé que eu esteja em pegado. 4. Não compactuar com o mal – e os maus podem estar vestidos com pele de ovelha.

Ainda me pego questionando a minha fé? Sim, às vezes. Eu prefiro as dúvidas, às certezas, as dogmas. Quem tem certeza de tudo, ou já morreu, ou se recusa a observar o mundo ao redor. Alguém pode dizer que estou fugindo de uma resposta, mas eu digo que não tenho resposta, nem quero ter resposta pronta. Como historiadora sei que as respostas e as perguntas mudam ao longo do tempo e a Bíblia, como livro histórico, é escrutinada por gerações e gerações em busca de respostas. Algumas, podem parecer definitivas (*“Ama o teu próximo como a ti mesmo”*), outras, nem tanto, para outras ainda, nunca teremos resposta alguma, não aqui, não nesta vida. Mas e daí? Qual a graça de não poder refletir e mudar de posição se necessário?

كَيفَ لَنا أن نَنسَى قَلْبًا قَاسَمنَا كُل شَيء وأعني-كل- ، بل قُل كيْفَ لهُم أن يتناسَونا؟..يَجِبُ عَلًيْنا أن نُتقِن النِسيَان يا سيدي !؟

قد لا نستطيع النسيان أو حتى التناسي
لأن شيئا عظيما وقع بقلوبنا يصعب تجاهله
بسهولة ، يكاد أن يصل عند البعض للإستحالة

مجرد التفكير بالنسيان ، يعيد ذلك الذكرى
وبما أن الذكرى حاضرة فكيف لنا أن ننسى

لا يجب أن ننسى ،
وأيضا لا يجب أن نجعل شيئا يعيق حياتنا ،

لنجعل الذكرى تدفعنا للأمام لا للخلف ، و لنتذوق
حلاوتها بقلوبنا ، وإن كانت الذكرى مؤلمة لنرفق معها
أمنياتنا ودعواتنا وصبرنا ، لنحصد حلاوة ألمها بالدنيا
قبل الجنة !

كُن سؤالاً في فَمي لآ يعرفُ الجوآبَ !!

*blushing*

image

runnorarun replied to your photo: Movember - Photo A Day - Day 20 - Spectacles

You sir, have most excellent hair. Maybe the best hair ever.

Thank you, I would maybe like it to have retained a little more colour, I started going grey when I was about 22 and now I have a head of salt and pepper, it just happens to be mostly salt at the front and mostly salt and pepper at the back, I expect to have gone completely white in the next few years.

Por que aposentar-se mais cedo não é uma vantagem de ser mulher?

Eu sei que esse é o tipo de pergunta feita por pura maldade, mas vou responder, porque, talvez, possa ser útil para alguém. Eu poderia escrever que mulheres têm filhos e isso representa um maior desgaste físico, no entanto, isso seria cair na biologização. Vou dizer que é justo que a maioria das mulheres se aposente mais cedo e, não, vantagem, porque desde a infância somos submetidas a uma dupla jornada de trabalho. São dados do IPEA: Mulheres que trabalham fora dedicam quase o dobro de horas que os homens às tarefas domésticas. Quanto mais filhos, mais horas para as mulheres. E desde meninas as mulheres são obrigadas a isso. Eu diria ainda que algumas mulheres são submetidas a uma tripla jornada quando ainda fazem artesanato ou quitutes para vender e complementar um salário que, na média, continua menor que o dos homens (1-2-3). Se você ainda acha vantajoso ser mulher e poder se aposentar mais cedo, torça para voltar mulher na próxima encarnação, mas negocie para não ser negra no Brasil (mulheres negras são ainda mais exploradas: 1-2) ou cair no Afeganistão ou Paquistão sob o Talibã, pois lá até a expectativa de vida das mulheres é menor que a dos homens (*Piores países para se nascer mulher*).

Someone being themselves are considered smart. Also, Smart people get involved in things that matter- music, lifestyle, political issues, worldwide situations and the like. They have a certain aura that when they walk into the room full of people they get noticed not because they have this “swagger” but because of the sleek, smooth attitude they give. They could be the life of the party, but they can just be one common normal person sitting on the corner observing people. Moreover, they read books, watch a lot of movies, listen to different kinds of music and try various kinds of food. they’re not afraid of experimentation and trying new things. they’re not afraid of judgement and mistakes. they talk, move, apologize and all that at the right place, at the right time. smart people are keen observers, open minded, objective, rational and logical. they have this character, this attitude that people sometimes mistake for being arrogant or boastful. they also practice tough love.
i may be wrong, i don’t know. but that’s how i perceive smart people. am i smart? i don’t know. maybe i am, maybe i am not. it’s not for me to say. :)
—  My take on the question “When Do You Consider Someone Smart? Do You Consider Yourself Smart?”, formspring question, September 4th 2012
أيُ أنواعِ الكُنِب تَقرًأ ؟ وما آخِر ما قَرأت ؟

منذ الصغر أو بالأصح بداية فترة المراهقة
كنت أحب أن أقرأ أي كتاب للإطلاع فقط ، ولا أهتم
بكاتب معين أو مجال معين عن مجال آخر
[ دينية - أدبية - فلسفية - تاريخية - روايات]

آخر ما قرأت ، و دائما أعيد قرائته
كتاب حجة غياب / عبدالرحمن المطيري

وهنا تفصيل بسيط (:
http://esamasj.tumblr.com/post/32061876197

كُن سؤالاً في فَمي لآ يعرفُ الجوآبَ !!