estrategistas

A Thing For Musicians || Estrategistas ||

O movimento na ala estava agitado, todos se moviam apressadamente. A grande maioria cochichava tentando descobrir qual seria a missão tão importante que estava por vir, enquanto os outros – Josh estava nesse grupo – apenas aguardavam sentados tranquilamente à chegada do chefe dos Estrategistas que reunido com os outros chefões preparavam as tarefas e decidiam quem iria ficar responsável pelo projeto.

Com uma xícara de café nas mãos, Josh observava o movimento dos mais agitados. Todos os colegas estavam ansiosos, torcendo para não serem convocados para a missão. O que não era novidade, afinal pelo grau de importância envolvida nela, seriam necessárias muitas noites sem sono para montar a estratégia e bem… Tanto Josh, quanto os colegas queriam era mais pegar casos tranquilos em que eles poderiam entrar no horário e sair da A.N.E no horário normal. Nada de hora extra, por gentileza.

  Depois de quase uma hora de espera, finalmente o Sr. Frank apareceu, sua imagem como sempre impunha respeito e autoridade. Frank era um cara alto e esguio, seus ombros eram largos e seu rosto sempre sem expressão. Sério passou por todos nós e entrou diretamente na sala de reuniões. Os estrategistas sabiam que naquele momento ele chamaria o nome dos responsáveis pela missão para passar os detalhes. Podia se ouvir as respirações de toda a equipe, que nervosa cruzavam os dedos para não serem os escolhidos. Frank então apareceu novamente na porta da sala de reuniões, pigarreou e então começou a chamar — Josh Norton. — Josh imediatamente largou a sua xícara de café e caminhou com cara de poucos amigos praguejando o fato de seu nome ter sido o primeiro a ser chamado. Respirando fundo passou por Frank e sentou-se em uma das cadeiras, aguardando os próximos sortudos serem chamados. 

Ei, pequeno garoto, apenas pare. Aí mesmo onde você está. Não avance mais casas. É melhor ficar algumas rodadas sem jogar pro seu bem. As condições de jogo estão péssimas, terríveis. Pra te dizer a verdade não poderiam ser piores. E não, isso não é nada que você possa consertar e ir levando ao longo das casas do tabuleiro. Nem se você conseguisse tirar um 6 nos dois dados alguma coisa mudaria.

Eu queria, queria mesmo te entregar esse jogo de bandeja, mas você não esperou pra entrar nele. Ainda tem peças para serem ajustas e regras para serem revistas. Há outros jogadores e eles não teriam chances contra você – o que eu deveria avaliar como bom, mas é péssimo. Péssimo porque é a vez deles de jogar. Péssimo porque o jogo ainda não está apto a ter um jogador estrategista como você.

Além disso, as instruções também não estão nem um pouco claras. Você não entenderia, apesar de tentar. Elas são confusas, embaralhadas e pra falar a verdade nem estão bem definidas. Provavelmente você perderia o jogo antes mesmo de começar a jogar de verdade e é melhor evitar isso tudo porque eu sei que qualquer derrota pode realmente acabar com você.

Esse jogo ainda tem algumas rodadas pendentes. Tem também muitos jogadores querendo entrar e eu preciso permitir. É que eles só querem se divertir, tentar uma rodada, perder e partir pra outra coisa. Já você quer ganhar, pequeno garoto, e esse é o seu problema. Ou a sua maior qualidade que ainda não é aceita por aqui.

Você pode tentar novamente depois. É só voltar mais tarde, quando você estiver mais preparado e o jogo mais organizado e com menos urgência de mundo. Eu sei que você pode simplesmente perder o interesse, achar coisas melhores, mas tudo bem. Eu só queria te dizer que essa não é a hora de jogar, por mais que agora você já esteja no meio do tabuleiro.

—  Camila Docena

Roy Mustang Assim como Roy você é uma pessoa estrategista,um pouco egoísta, um pouco manipuladora, inteligente, dedicada, concentrada e que se preocupa muito com os seus companheiros.

Vamos jogar contra nós mesmos

Sou escravo de medos tão inconscientes que eu nem mesmo sei. Isso é agonizante. Principalmente pois não demonstro, Eu fico sério, quieto, enquanto minha mente funciona como um estrategista em uma guerra contra mim mesmo, jogando planos que fazem minha garganta apertar a ponto de não passar palavras ou pedidos de ajuda, principalmente porque o guerrilheiro fez com que o canal de comunicação fosse impedido, isso mesmo, minha mente cria mais teorias conspiradoras do que toda a internet, coisas irreais tomam formas assim como contos de fada, mas nesse caso um conto de fadas dos irmãos grim, e antes da adaptação infantil. Parece que todos estão contra mim, mas todos estão juntos. O que é uma pessoa contra um exército? Quando se aproximam, eu não sei que por baixo daquele sorriso existe um potencial sádico que quer me ver sofrer, um potencial piromaniaco que quer ver minha vida queimar, um potencial oportunista que quer me falir. Parece que o mundo está contra mim, e então, que como humano que sou, vejo uma luz. Mas é uma luz tão forte e pura, um diamante com tanto valor, que todos desejam, e pior que isso, eu queria o brilho que ele tem mesmo sendo meu, e quero o lapidar para o deixar feliz… Queria essa habilidade de fascinar as pessoas, pois eu só sou um humano descartável, um inútil sem valor que não é nada no mundo. Sou alguém que se refeririam nada mais do que um “alguém”. Tão vazio que em uma brincadeira de amigo secreto as pessoas iriam se referir a mim como aquele de dois olhos, uma boca, legal, aquele ali. Sim. Sou exatamente aquele ali. Pareço um personagem de morte e vida Severina, alguém rodeado de morte e sem identidade. E morte não digo só a literal, a morte de uma esperança , a morte de uma idealização, a morte de uma confiança, a morte de uma sanidade. Se bem que quem me dera perder minha lógica. Ser insano, assim eu seria alguém que as pessoas olhariam e falariam no amigo secreto, é aquele que um dia começou a quebrar as coisas enquanto ria naquela festa do dia 17 ! Mas agora penso, o que me prende de não ser insano? Eu mesmo. Eu só sou útil para me ferir. E pior, o que me prende, é eu não gostar de mim mesmo, é eu me importar com humanos. Eu devia ter um mundo só meu e de tulpas, pois acho que dentro de mim crio tantas personalidades que eu poderia criar várias extensões do meu inconsciente. Onde ate no escuro sentirei presenças agradáveis de nada mais nada menos que eu mesmo.

A guerra civil e o comunismo de guerra

A guerra civil eclodiu em abril de 1918. Em várias regiões da Rússia, ex-generais Czaristas levantaram suas tropas contra o governo bolchevique. Aproveitando-se do verdadeiro caos em que o país se encontrava, as nações aliadas resolveram intervir a favor dos brancos. Tropas inglesas, francesas, americanas e japonesas desembarcaram tanto nas regiões ocidentais (Criméia e Georgial) como nas orientais (ocupação de Vladivostok e da Sibéria Oriental). Seus objetivos eram: derrubar o governo bolchevique (que era pela paz com a Alemanha) e instaurar um regime neoczarista (a favor da continuação da Rússia na guerra); mas talvez seu objetivo maior fosse evitar a “contaminação” da Europa Ocidental pelos ideais bolcheviques - daí a expressão utilizada por Clemenceau, Presidente da França - de “cordon sanitaire”.

Para poder enfrentar a maré contra-revolucionária, o novo governo instituiu o Exército Vermelho, comandado por Leon Trotski que revelou-se um brilhante estrategista, disciplinador rígido e líder das tropas. Na passagem dos anos vinte para vinte e um, todas as formações contra-revolucionárias haviam sido derrotadas e seus principais expoentes (Koltchak, Wagran, Denikin e Yudenich) exilaram-se no exterior. As forças expedicionárias aliadas foram obrigadas a retira-se, tanto pela derrota dos Brancos, pressão da opinião pública internacional.

No terreno econômico, devido a situação de emergência e pelo próprio ímpeto revolucionário, instituiu-se o “comunismo de guerra”. O dinheiro e as leis do mercado foram abolidas., sendo substituídos por uma economia dirigida baseada no confisco de cereais produzidos pelos camponeses. Naturalmente estas medidas criaram um desestímulo a plantio, levando-os a produzirem exclusivamente para o sustento de suas famílias. O resultado foi catastrófico. Os centro urbanos ficaram sem alimentos, provocando um êxodo urbano - (Petrogrado e Moscou viram sua população reduzir-se pela metade). A fome de 1921 transformou-se numa das maiores tragédias da Rússia moderna - milhões pereceram.

Politicamente, os bolcheviques iniciaram a luta final contra outras facções da Esquerda (melcheviques, anarquistas e social-revolucionários), terminando por se transformarem no único partido legalizado do país. Durante o X Congresso do partido, em 1921, adotaram uma resolução ainda mais drástica - a proibição da existência de facções dentro do partido. Quer dizer, os bolcheviques estendiam a ditadura sobre si próprios. Enquanto a liderança esteve nas mãos de Lenin, não foram tomadas medidas repressivas contra os membros recalcitantes ou divergentes. Mar serviu de poderoso instrumento coercitivo quando Stalin empalmou a direção partidária.

image

Lado esquerdo:

“Eu sou hemisfério esquerdo. Eu sou um cientista. Um matemático. Eu amo o que reconheço. Eu classifico. Eu sou exato. Linear. Analítico. Estrategista. Sou prático. Sempre no controle. Um mestre das palavras e linguagem. Realista. Eu calculo equações e brinco com números. Eu sou a ordem. Eu sou lógico. Eu sei exatamente quem eu sou.”

E do outro lado:

“Eu sou hemisfério direito. Sou a criatividade. Um espírito livre. Sou paixão. Sou saudade. Sensualidade. Eu sou o som de gargalhadas. Eu sou o gosto. A sensação da areia nos pés descalços. Sou movimento. Cores vivas. Sou o anseio de pintar a tela em branco. Sou a imaginação sem limites. Arte. Poesia. Eu percebo. Eu sinto. Eu sou tudo o que eu queria ser.”

Google diz o que é "in" e "out" em sua primeira análise de moda

As saias de tule são o máximo. As calças de moletom, o que há de mais “in”. Já o short que vai até a cintura está fora de cogitação, a julgar pela primeira análise do Google com base em suas pesquisas.

Em seu informe sobre tendências da moda, o Google analisou ​​bilhões de buscas de 2009 até hoje para fornecer uma análise do que é descolado e o que está fora de moda.

Por exemplo, as pesquisas sobre saias de tule aumentaram 34% entre janeiro de 2014 e 2015, de acordo com o relatório.

“Quem disse que você precisa ser uma bailarina para vestir uma saia de tule?”, dizem no blog da companhia o estrategista do Google Yarden Horwitz e o analista de dados de moda Olivier Zimmer.

“Esta moda começou na Costa Oeste (dos Estados Unidos) e de lá se espalhou por todo o país, pelo o que indicam as buscas do Google. Os consumidores procuram essa saia em todos os tons do arco-íris, mas as mais populares são nas cores clássicas: preto e branco”.

O Google, ao calcular o número de pesquisas sobre moda e relacioná-lo ao local elas são feitas dá uma ideia sobre os movimentos de tendências.

Por exemplo, a saia mídi - ampla e um pouco abaixo dos joelhos: não chega a ser longa, e definitivamente não é mini - teve um retorno triunfal no mercado do Reino Unido desde 2013.

“As pesquisas por essa saia aumentaram nove vezes nos últimos três anos, e ainda está em sua fase inicial de crescimento no mercado dos EUA”, disseram os autores do estudo no blog.

As calças de moletom, ou ‘joggings’, é uma das tendências que mais causam frenesi, e isso vale para todos.

“Vemos buscas por 'joggings’ para homens, mulheres, crianças e até bebês, indicando que essa peça de vestuário básico tem um enorme apelo de massa”, acrescentaram.

As pessoas parecem interessadas ​​em todos os tipos de 'joggings’, segundo o Google, mas as mais procuradas são aquelas que vêm decoradas com emojis, aqueles desenhos usados para conversar em aparelhos celulares.

Em geral, as pesquisas por 'joggings’ aumentaram 165% em 2014, informou o Google, enquanto as buscas por calças de moletom com emojis tiveram um surpreendente aumento de 58.000%.

Em vez disso, os shorts que se encaixam na cintura tornaram-se uma aberração que deve ser deixada de fora do armário: tiveram 42% menos pesquisas em 2014.

Outros itens que vão sair de moda são o “vintage” ou roupas vintage, biquínis que são amarrados com tiras e vestidos peplum, decorados com babados na cintura ou quadril.

No campo do jeans, cresceram as pesquisas por calça jeans motociclista (confortáveis), as “boyfriend jeans” (folgadas), jeans rasgados e boca-de-sino. Assim como os shorts, as calças de cintura alta também amargaram um certo ostracismo nas pesquisas.

Mas o que está na moda também está relacionado às temporadas de desfiles: de acordo com o Google, entre as tendências dessa primavera (no henisfério norte) estão vestidos brancos com rendas, biquínis de cintura alta, macaquinhos, vestidos soltinhos e o macacão de ginástica.

Como se vê, a tendência é escolher uma só peça. Quanto às calças skinny ou muito apertadas, camisetas com mensagens pessoais e vestidos com espartilho: estão fora.

Outras estrelas em desgraça são a moda unissex, os jeans dos anos 90 e roupas-lenço, um híbrido que teve seus 15 minutos de fama mas rapidamente apareceu nas prateleiras de liquidação.

Tarde: Ted Cruz ’ filhas s desfrutar de histórias de ninar o flibusteiro [foto]

Tarde: Ted Cruz ’ filhas s desfrutar de histórias de ninar o flibusteiro [foto]

http://Twitter.com/#! / 382677371339276288/NurseBeth3/status

Conforme relatado Twitchy, senador Ted Cruz transformou uma parte de sua palestra hoje à noite tempo história para suas duas filhas. Jason Johnson, estrategista-chefe para a campanha ao Senado de Cruz, compartilhou uma impagável foto das meninas a quem foram dedicadas as histórias.

http://Twitter.com/#! /…

View On WordPress

Wall St sobe por estímulo na China e otimismo com resultados do setor de ...

Wall St sobe por estímulo na China e otimismo com resultados do setor de …

Wall St sobe por estímulo na China e otimismo com resultados do setor de
“As pessoas acham que como tivemos três grandes empresas de tecnologia com bons resultados, então talvez as outras vão ter também”, disse Donald Selkin, estrategista-chefe de mercado da National Securities, em Nova York. “O perigo é que quando as …
Read more on DCI

Tecnologia ressuscitou Paul Walker em Velozes e Furiosos 7

View On WordPress

Antony “Tonny” Black tem 19 anos de idade e é nascido da Audácia. Ele é  estrategista e centrado, mas em outros momentos, pode ser arrogante e frio. Ele é conhecido como Hot as Ice e sua semelhança com Zayn Malik é indiscutível.

  • Nasceu e foi criado na audácia, desde pequeno treinado para ser um líder, porém a transferência de Four para sua facção, atrapalhou isso;
  • Após ficar em segunda lugar na iniciação, começou a sentir raiva de Four, e por isso, mantém distância do mesmo;
  • Seu maior medo é se tornar sem facção por ser divergente;
  • Trabalha na guarda de cerca para não evidenciar que é divergente de erudição;
  • Por mais que não tenha nenhuma conexão com a franqueza, fala tudo o que vem em sua cabeça, o que acaba o tornando arrogante.
Comemoração

- Então vamos começar! Todos esperam por essa grande revelação, os heróis da cidade! Poderia, assim, pela pomposidade, segurar a mão dela sim?

E como um estilista ajeitando as modelos antes de entrarem na passarela o homem junta suas mãos, a tenente fica tensa. 

- Por acaso eu já disse que meu nome é Barthor? 

Sem esperar ele se vira para as portas duplas ai final do cômodo e respirando fundo e tomando toda uma postura ele as abre simultaneamente, abrindo passagem para uma ampla sacada, de onde podiam ver todas as pessoas presentes na festa na praça, e os convidados da festa fechada espalhados pelos jardins da frente.

Com toda sua pompa ele surge para seu público e faz todas suas pompas.

- Povo de Lorência, eu os saúdo! Nossa cidade é forte, e aguentou ao ataque de nossos inimigos, com a bravura de nossos guerreiros, a liderança de nossos estrategistas, e principalmente a coragem de nossos heróis! Todos ouviram falar do titã de aço impenetrável que enviaram ao portão sul, e todos também ouviram falar da grandiosa ação das duas pessoas que escalaram o monstro e o destruíram de dentro para fora. E eu vos trago hoje, aqui! Por favor se apresentem, Jason Brennan e Meganna Spelloyal!

Palmas e gritos

Terminais da Bloomberg afetados por problema técnico mundial

Os terminais da Bloomberg utilizados por assinantes para acompanhar a evolução em tempo real no mundo dos negócios e das finanças foram atingidos por um problema mundial de rede, informou nesta sexta-feira o serviço técnico deste fornecedor de dados financeiros.

Nossas equipes “tentam resolver o problema”, afirmou um representante da empresa, que diz desconhecer a origem da avaria.

“Também não consigo me conectar ao terminal”, confirmou à AFP uma funcionária da Bloomberg. “As coisas devem voltar rapidamente ao normal”, acrescentou.

Os terminais da Bloomberg, que indicam as cotações de todas as bolsas financeiras do mundo, são ferramentas essenciais nas bolsas de valores. As avarias são muito pouco frequentes.

Este problema técnico “é muito chato para todos”, declarou René Defossez, estrategista do banco francês Natixis em Londres, que utiliza todos os dias estas ferramentas para formular seus conselhos e previsões.