engolindo

Ela ouviu o toque do seu telefone, resmungando enquanto coçava os olhos mas se sentou, esticando-se para pegar o telefone que estava caido no chão, nem lendo o nome na tela ao atender ele. — Alo? — falou, de fora preguiçosa e a primeira coisa que ouviu do outro lado da linha foi um granido “Aonde diabos você se meteu?!” ouviu a voz a mãe do outro lado da linha, engolindo o seco. — Eu dormi na casa de um amigo, eu avisei a Margo. — respondeu, já mais acordada com aquilo “QUE TIPO DE RESPOSTA É ESSA? VOCÊ NÃO DEVIA DORMIR NA CASA DE “AMIGO” NENHUM, CELESTE LUDIWIG.” — Ei, se acalma. É muito cedo para eu lidar com seus gritos, rainha do mal humor. — murmurou, bocejando em seguida. “Você esqueceu que precisa ir na inauguração do hospital de câncer hoje a tarde? Responsabilidades, Celeste! Eu já cansei de dizer, você não é menos real que as outras pessoas dessa família, precisa cumprir como todos os outros”  ela arregalou os olhos se levando, passando as mãos elo cabelo. — Desculpa desculpa eu esqueci mesmo. Eu já vou pra casa. — em seguida, a ligação foi encerrada, fazendo Celly bufar alto ao que ia em direção ao seus sapatos, colocando os mesmos.

Você está no carro com um garoto bonito, o mais bonito que você conhece, ele não irá dizer-lhe que te ama, mas você sabe que ele te ama. E você sente como se tivesse feito algo extremamente terrível, como roubado Vodka de uma loja de bebidas, ingerido pílulas sem prescrição médica, declarado guerra contra você mesmo, apontado uma arma a um inocente, ou cavado seu próprio túmulo em meio a sujeira. Você está cansado. Você está tentando não dizer a ele que você o ama, você está tentando engolir o sentimento puro, engolindo seco como se fosse areia, você está tremendo, você perdeu sua luz, você perdeu seu caminho, você está destroçado, você está em lágrimas. Mas ele se estica, te olha nos olhos e te toca o ombro, você sente feridas sendo abertas com o toque, mas também as sente sendo curadas no mesmo instante, como uma oração para a qual não existem palavras corretas. E você sente seu coração criando fortes raízes em seu corpo como se você tivesse descoberto alguma coisa de importante. Mas você não tem um nome exato para esse sentimento… Mas você sabe que é o mais forte e o mais lindo.
—  Henricher.
deixe seus braços nos envolver através da escuridão da noite.

Dizes pra mim que necessita do meu amor para continuar:

Olho para o espelho de m’alma e visualizo apenas os cacos que você tem deixado, me encontro encolhidinha num lençol frio, engolindo lágrimas que você dizia que iria sempre enxugar. Meu amor, meu coração é feito terreno baldio que precisa de cuidados para que não suma entre as ervas daninhas que crescem em ritmo frenético. Sou como aquele trilho de trem que permite somente desvios e sem querer, apenas sem querer, acarreta uma confusão ao machucar aqueles por quem carrega.

Você disse que sempre estaria aqui por mim. Olho entre as estrelas e procuro o teu brilho,  lanço meus pedidos de socorro, mas o teu peito está sempre indisponível para mim. 

Como continuarei a vagar entre as ruas da saudade se quando tento jogar minha âncora em teu mastro, tu recuas me deixando afundar? 

Minha ironia protege as pessoas do meu eu interior. Antes irônica do q ignorante. Apesar da vida ter me feito ficar assim, ainda procuro me ferir engolindo brasas ardentes, do que ferir alguém com farpas verbais.. pq se eu pudesse, e fosse plausível aos olhos de Deus, eu destruiria as pessoas com as minhas palavras.

A onde vcs estão vendo o luan com cara de nojo HEIIII???? Tá lambendo a revista com os olhos meu…. SOS ATÉ QUE ENFIM O LU FALO O QUE PENSA NÃO FICO ENGOLINDO SAPOS. E a modelo dançarina enfim é uma mulata muito bonita e punto.
Foto @csiluanetesbr

Eu tenho uma vontade tão grande de dar um abraço bem apertado em todas essas pessoas que estão tristes, especialmente nas que tem que sofrer caladas, engolindo o choro