corr!

As coisas são dessa forma, você aceita se quer. Uma pessoa só muda se quer, se tem vontade, se faz esforço. O dia que todo mundo entender isso vai ser mais fácil viver a dois, a três, a quatro, a mil.
—  Clarissa Corrêa. 
Quando eu gosto de uma pessoa pode saber que é de todo coração, mas quando não gosto da pessoa “meu amor”. Não venha de gracinhas, se não mando ir pra puta que pariu. Não gosto de fingir sentimentos por ninguém e odeio quando fingem sentimentos por mim também.
—  Carolina Corrêa.
youtube

- ¿Por qué corres nevando? 

- La nieve es una textura perfecta para correr.

RMMBR enviado por @Emilio_Aragorn.

Aí eu paro e penso: com você, só com você, eu imaginei tudo assim. Todas essas coisas de romance bonito de filme, casamento, família, viagens, cachorros, canários, papagaios. Por quê? Porque eu te amo. Porque eu te quero. Porque eu nunca senti por ninguém nada perto do que sinto por você.
—  Clarissa Corrêa. 
—Se mi Eleanor y yo seré tu Louis. —¿Quieres una barba? —No, yo... —Yo sabia que eras gay... ¿Es aquel chico de alla, cierto? —No, pero yo... —CORRE, VUELVA LIBRE COMO UNA MARIPOSA. DILE LO QUE SIENTES. VE.
Daqui a pouco o ano termina. Com a ida dele, chega a expectativa. O desejo de fazer diferente, a vontade de modificar o que não está legal, a ânsia de crescer e abraçar todos os planos do mundo. Finais de ano servem de balanço, de balança. A gente vai e vem, o pensamento viaja, o coração faz retrospectiva, a memória guarda o que foi bom e tenta passar a perna na parte amarga.
—  Clarissa Corrêa. 

Tra poco farai il compleanno. E chissà. Oggi hai ricevuto la notizia più bella di sempre. E io sono una spettatrice silenziosa della tua vita che corre e germoglia. Ormai metti il “se” davanti a tutto, “se dovesse davvero realizzarsi” “se veramente dovesse succedere”, è come un mantello, quel “se”, anche quando hai la certezza tra le dita come pietre tu la percepisci come sabbia e la senti scivolare tra le dita. Stanotte ti addormenterai sorridente, dopo tanto tempo e domani ti sveglierai contento perché adesso hai un obbiettivo. Tra poco saremo tutti lì accanto a te, qualcuno meno importante, qualcuno un po’ di più e festeggeremo la rinascita, la brinderemo. E io farò in modo che quei momenti siano per sempre, farò in modo che quel sorriso che ti riempie il viso sarà eterno. E poi da grande riguarderò quelle foto, magari con te e i nostri bambini e gli farò vedere “guardate come era magro lo zio Vincenzo”. E tu scriverai loro le favole più delle dei principi più valorosi e delle mele avvelenate. Insieme. E questi momenti saranno infiniti, infinitamente nostri e infinitamente infiniti. 17 anni e un cuore dimenticato da qualche parte dentro di te. 17 anni e l’amica di sempre. 17 anni e qualche certezza in più. Ti voglio un bene dell’anima.

Ps: ti ho scritto ora perché poi tutti ti faranno gli auguri e io volevo essere la prima. Gli auguri però te li farò dopo, prima porta male.

Però sappi che se qualche volta hai voglia di cadere, con me atterri sul morbido e rotoleremo insieme a terra, cosicché, poi, ci rialzeremo ridendo, ancora una volta. cameraparadiso

Meu erro foi ter me mostrado tão logo para você. Foi ter feito você vislumbrar as partes mais sombrias e frágeis da minha alma. Você se encantou por aquela menina doce e alegre que conheceu e não por essa versão mais fraca de mim mesma. Te mostrei meu lado criança, não a criança alegre, mas sim aquela que precisa de cuidado e atenção. Te mostrei meu lado menina, uma menina machucada pelo mundo, que precisava de um ombro amigo para chorar. Te mostrei meu lado mulher, onde já haviam passado muitos idiotas de uma noite só, que só precisava do teu amor. Te contei meus medos e angústias, te fiz chegar muito perto dessa escuridão que habita em mim. E você fez o que qualquer pessoa sensata faria. Você se afastou. Meu verdadeiro eu foi demais pra você. E meu amor, eu não te culpo. Se eu pudesse também me afastaria. Mas ainda assim, dói. Corrói por dentro. Mata o que, aos poucos, você fez renascer em mim. Talvez eu só não sirva pra isso, não sirva pra ser amada. Mas sabe, eu queria tanto ser cuidada e amada por você. Você com a tua fala mansa, com teu sorriso, teu jeito tão carinhoso de me tratar. Deus! Como um dia eu pensei ser o suficiente? Você merece mais do que esse brinquedo quebrado que sou, merece mais do que eu poderia te proporcionar. Então, de todo meu coração, te desejo a felicidade que tanto almeja, mesmo que essa felicidade não seja ao meu lado.
—  Florircitar. 
Una come te, se chiude gli occhi vede
il mare, senza andar lontano.
Una come te, ha una valigia per le
scarpe, che sembra un aeroplano.
Una come te, non si avvicina per ballare,
guarda da lontano.
Una come te, se corre inciampa ma non
cade, chiede la tua mano.
Una come te, per una rosa può morire,
solo perché ancora non sa
togliere le spine. Una come te, mi
piace da morire!
Una come te, un gatto sopra il letto
e un uomo nudo ad aspettare.
Una come te, il vento che le soffia
dentro non la può spostare.
Uno come me, non la può dimenticare…
Una come te!
Una come te, la porti al cinema d’estate,
dorme sul finale.
Una come te, sotto a un temporale…
Una come te, come una rondine d’aprile
vola solo quando ha un
orizzonte da inseguire. Una come
te, mi piace da morire!
Una come te, un gatto sopra il letto
e un uomo nudo ad aspettare.
Una come te, il vento che le soffia
dentro non la può spostare.
Uno come me, non la può dimenticare…
Una come te!
E’ un pianoforte senza coda che suona
in città, non vuole essere
alla moda, la moda la fa! Quattro
carte in una sola, si pente, si sposa
ma poi s’innamora per sua vanità….
Una come te! Una come te!
Una come te! Uno come me, non la
può dimenticare…
Una come te! Una come te!
Una come te!
—  Cesare Cremonini

E chega mais uma madrugada tua. Aos sons melancólicos e tão cheios de vida tocando ao fundo, ela chega de novo no mesmo horário, ela chega sendo inteiramente sua, ela espera que você se entregue de corpo e alma e diga aquelas palavras que jamais saíram da sua boca depois de tantos anos. É ela que me corrói por dentro, me machuca por fazer lembrar de algumas coisas que marcaram minha vida, que me faz lembrar de alguns dias que não saem da cabeça, de alguns momentos que eu faria de tudo pra viver de novo. Ah, essa madrugada gosta de brincar comigo. Essa tal me faz lembrar quem sou, traz à mim tudo que eu quero, tudo que eu penso, tudo que eu realmente sou escondido do resto do mundo. Como pode ser tão doloroso assim quando você chega, madrugada? Agora você me possuiu por inteiro, minhas palavras em cada texto tornam-se inteiramente suas, meu coração pulsa no ritmo que você pede, que você exige. As noites me roubaram totalmente, críamos algo tão íntimo que eu e as madrugadas nos tornamos um só, cheios de pensamentos compartilhados, cheio de amores que não foram apagados, cheio de um alguém que ela me lembra todas as noites, durante cada minuto desse tempo sufocante. Os minutos passam mais devagar, você vem mais rápido, ah… tudo isso só pode ser proposital. Tu deve ter um trato intenso com essas madrugadas, você e ela combinaram de me encontrar todo dia na memória, escrevo aqui e acredito que chega até você. se você quiser ler, se não quiser significa que durantes estes anos eu escrevi sozinho, eu escrevi pra ninguém, escrevo pra mim na esperança que outro rosto leia, que você entenda cada sinal meu e decifre cada uma dessas frases que eu torno tão suas.Entendeu agora? É cada frase, cada palavra, cada texto que eu escrevo, todos eles podem se conectar entre si, todos chamam pela mesma pessoa, todos pedem você aqui um pouco mais. Talvez, em toda minha vida, jamais tenha escrito algo tão intenso assim como agora, algo tão cheio assim de sentimento em cada frase. Pode ser que nem pareça tanto como o que estou sentindo a cada digitar de cada letra, mas o peito começou a doer de pensar e  por problemas de saúde eu sei que não é. Mas qual a chance de um alguém certo me decifrar? Tenho um resto de esperança por continuar escrevendo, acredito que se não este ano, no próximo você se lembre de mim, ou se não, no próximo então. Pode passar o tempo que for, as palavras vão mudar, vão amadurecer, mas cada uma delas sempre gritarão bem alto o teu nome, sempre vão corroer cada vez mais aqui dentro de mim. Eu tenho meus segredos com essas madrugadas, elas sabem tanto de mim como ninguém mais sabe, talvez ninguém entenda, mas faz total sentido para mim. Se eu fechar os olhos agora, quem sabe por alguns segundos tudo que eu quero se torne real, mas real ali, no meu suposto sonho. Quem sabe viver assim não seja tão ruim, né? Só sonhando… Só pensando… Só lembrando. Talvez seja o máximo que eu consiga chegar próximo de você, nessa minha cabeça velha que nem funcionar direito funciona. É que ela apagou muito de mim, lembro só de alguns traços, algumas palavras ditas, alguns momentos vividos… já a voz já está sumindo da cabeça,o cheiro também, mas isso não significa muito, ainda da pra viver pensando. Minha vida é toda essa confusão sim, meu texto começa de um jeito e termina de outro, meu pensamento começa firme depois amolece pensando em toda essa relação que eu mesmo criei. Você precisa voltar me tirar de onde fiquei, eu to parado aqui no mesmo lugar e já te vejo lá na frente, quase sumindo. Não sei caminhar direito, preciso de um apoio, mas você está ficando cada vez mais longe e pode ser que tu nem olhe mais pra trás. Preciso que volte arrancar essas madrugadas dos meus dias, volte pra arrancar esses pensamentos que vem e vão tantas vezes. Preciso que volte pra me fazer parar de escrever um pouco. Só preciso sair desse lugar, só preciso de um passo a frente, talvez um empurrãozinho. Enquanto isso, cá fico eu. Eu e as madrugadas, eu e as palavras, eu aqui escrevendo pra ninguém.

Lucas Murillo 

anonymous asked:

Meu namorado não me responde no whats,nem no face,trocou os status c meu nome,e eu não sei pq...e como a gente mora um pouco longe e eu não tenho carteira,não tem como eu ir na casa dele,o que eu faço?

Liga pra ele pedindo pra conversar, você precisa de uma posição. Caso ele não atenda não corre atrás também, mulher nenhuma precisa ficar se humilhando por um par de bolas e pinto não. Imaturo da parte dele agir assim, independente do que estiver acontecendo ele deveria ter conversado contigo. Então faça isso, liga e tenta conversar, se não funcionar tira da sua vida, por que ele não está ao menos ligando pros seus sentimentos. Esse tipo de gente só vem pra vida gente pra atrasar, então não deixa tomar um proporção maior, toma uma atitude logo.

Ela pegou a foto em suas mãos, sorriu ao ver a imagem registrada ali. As mãos trêmulas balançavam frenéticamente enquanto ela pousava o olhar triste em uma única silhueta que realmente lhe importava. O sorriso do garoto causava até as sensações mais loucas dentro de seu corpo. Havia sido há tanto tempo, mas parecia tão recente. Sentiu uma súbita saudade, saudade daquele tempo vívido, daquele momento único. O time de futebol havia acabado de ganhar e os amigos, seis amigos, três casais, tinham saído para comemorar. Era límpida como a água cristalina que corre em um riacho. As gotas salgadas começaram a cair vagarosamente sobre a foto, demarcando o rosto de seu amado. Sentia tanta saudade dele. Ah, se pudesse o ver pelo menos mais uma vez. Sentiu uma mão em seu ombro, a cadeira de balanço parou, seu rosto foi tomado por um sorriso lindo, um sorriso que jamais haviam visto em seu rosto desde que tudo aconteceu, segurou a mão do rapaz e sorriu ao vê-lo sussurrar um “eu te amo” mudo. Ficaram observando a noite se adentrar cada vez mais, a lua no alto dar a volta pelo céu estrelado. E a foto… A foto pousou calma como uma pena no chão. Fora a última lembrança que ela teve antes se juntar ao seu único amor e abraçar a morte de bom grado.
—  Inspirado em algo que você leu por ai.