CEDV “Conselho experimental de vida” / Capitulo 1. Aceitação

A partir daqui estarei começando a falar sobre um teste que fiz em mim é uma experiência de vida que tentarei repassar para quem ler. Ainda estou desenvolvendo a ideia e com tempo usarei conselhos de outras pessoas, se você quer ajudar também é só falar o conselho que você quer repassar e encaixarei nesse experimento. 

Para a maioria não vai ser muito importante esses conselhos por ser o tipo de pessoa que acaba preferindo o caminho da ignorância com as pessoas que carregam essa situação. Talvez alguém use, porque realmente passa por isso e arrisco a dizer que vai ser a minoria, a outra parte é para evitar esse tipo problema futuro para si mesmo e algumas, até queiram ajudar alguém que passe por essa situação. Se você for o tipo de pessoa da ultima opção, é melhor não fazer isso, essa é uma experiência que a pessoa só pode resolver com ela mesma e que outra pessoa se metendo tenha uma chance bem menor de uma solução positiva, a melhor coisa que você pode fazer por essa pessoa é recomendar essas dicas e tenho certeza que esse experimento vai ajudar a pessoa se ela tiver a determinação de querer viver e amar a si mesmo.

Capitulo 1. Aceitação

A primeira parte onde consegui desenvolver com ajuda de uma pessoa que considero muito, é a mente, ou suas lembranças e memórias. Até onde você já foi com sentimentos positivos e negativos que você tentou deixar de lado para não destruir o que resta de si. Por exemplo, você estava pensando em uma pessoa que fez uma participação muito importante no seu cotidiano e passou vários momentos positivos com ela, um dia essa pessoa acaba te humilhando de uma maneira que nem você acredita e toda vez que você pensa nesse trauma sua cabeça ou o peito apertam e você mais uma vez lacra as lembranças e tenta evitar qualquer outra pessoa para não passar por isso novamente. Eu percebi que essa não é a melhor opção a seguir, peguei esse exemplo dentro de minha própria família com um tio que até hoje faz isso e que realmente se perdeu dentro de si não sabendo o caminho a seguir para a verdadeira solução então ele acaba dependendo de remédios e até de psiquiatra e vejo que isso não está nem um pouco ajudando ele. Você já tentou conviver com os sentimentos sem amargurar? Se você conseguiu facilmente sua determinação é muito boa e sua auto-estima também, ou você não passou por vários traumas seguidos que chegaram a te abalar ao limite. Agora pegando um exemplo meu na minha juventude não tive um pai presente, minha mãe sempre vivia sozinha com a saúde na maior parte das vezes afetada tendo que aturar uma criança hiperativa que trazia problemas pra casa e que sempre teve dificuldade de se socializar por causa de mudanças de escola, de casa e até de cidade e por ai vai com várias outras situações, principalmente sociais. A solução de alguns para não ter que lembrar ou passar por isso mais uma vez, acabam entrando para a vida exagerada do álcool, sexo e até drogas onde na maior parte dos casos acabam se perdendo nisso e a opção mais zombada pelos ignorantes é o suicídio, ou como eu chamo “libertação da alma”. Mais a solução primaria que encontrei para isso é a aceitação. Existe a maneiras que eu aprendi para aceitar tudo isso e que ainda tenho que botar em pratica sempre que possível para não perder esse equilíbrio, pois o experimento ainda não está completo como vocês sabem.

Primeiro, se você mora perto de um parque ou em um lugar mais natural que é melhor ainda, vá até lá, sente e pense em que te incomoda ou caminhe pelos arredores, pense até a hora que isso não te afetar moralmente e é um caminho realmente perturbador e que pode te abalar de diferentes maneiras, por isso respire fundo toda vez que isso acontecer tenha água perto também e nunca force para guardar esses sentimentos eles precisam fluir como um rio flui. Se você não tiver as opções que dei tente comprar um incenso ir para algum lugar onde você ache confortável com uma música que te deixe calmo, também os modos mais simples como tomando banho ou quando for dormir. Essa é uma etapa bem longa e que considero bem complicada que sinto que não está tão completa como gostaria, mas vai ajudar alguns que estão lendo. E o mais importante você não pode desistir disso quando começar vá até o fim, a mente humana e complicada, mas é possível sempre liberar novos caminhos para se superar cada vez mais e se você leu até aqui estou certo que você tem uma determinação grande suficiente para conseguir essa etapa, lembre-se que estamos apenas começando esse experimento por isso conte se as ações desse texto ajudaram você.

Fim do capitulo.

youtube

Ced V. Feat. Boy B, Roman & Young Ju - “Pour It Up” Official Music Video 
Download Link - http://www.hotnewhiphop.com/ced-v-pour-it-up-song.989721.html

Released on September 9, 2012.

Music Video shot by @JakeWangner.

youtube

Ced V. - “Solo Dolo” Official Music Video 
Download Link - http://www.hotnewhiphop.com/ced-v-solo-dolo-song.842347.html

Released on June 10, 2012.

Music Video shot by @JakeWangner.

youtube

Ced V. Feat. Fonze - “Deuces Remix”
Download Link - http://www.hotnewhiphop.com/ced-v-deuces-song.822248.html

Released on May 13, 2012.

vimeo

Roman Feat. Ced V. - “She’s Diggin’ Me” Official Music Video
Download Link - http://www.hotnewhiphop.com/ced-v-she-s-diggin-me-song.423547.html

Released on September 12, 2010

Our first music video shot by @JakeWangner.

youtube

Ced V. & Roman - “Tony Montana Freestyle”
Download Link -  http://www.hotnewhiphop.com/tony-montana-freestyle-song.767615.html

Released on April 6, 2012.

youtube

Ced V. Feat. RoRo & Fonze - “Don’t Be Shy”
Download Link - http://www.hotnewhiphop.com/8c802aa-song.461894.html

Released on September 10, 2011.

Text
Photo
Quote
Link
Chat
Audio
Video