bicho

Coração é bicho besta mesmo, idiota de raiz. Se eu tivesse que usar um advérbio de intensidade que desse uma pequena ideia do quão irracional é o meu coração, seria um palavrão. Sete dias por semana, vinte e quatro horas por dia, e 60 vezes por segundo, ele faz besteira. E, o pior de tudo é que ele me controla, bombeia todas as minhas atitudes, escraviza meu cérebro e me faz tão estúpido quanto pareço. Principalmente quando a maldita pessoa está por perto. Aparentemente, fico dez vezes mais desastrado, com tendência exacerbada à derrubar tudo que está me rodeando: lápis, caneta, caderno, cadeira, o coleguinha que está sentado na minha frente, a senhora simpática que esbarro no corredor. Me acham um desastre ambulante, mas ninguém sabe que é tudo culpa dele. Desse coração que insiste em chamar a atenção da maldita pessoa, apostando alto em qualquer coisa que possa atrair um misero olhar dela. É humilhante, eu sei. Entretanto, como eu disse, coração é bicho besta e faz o que faz por pura adrenalina, diversão.
—  Bicho besta da mulesta, Azarão.
youtube

Odiorable afición.

Al darle al play:

Segundo 3:

Enviado por sensoquer.