Guia Folha

3

Projeto gráfico para o guia especial com toda a programação da Virada Cultural em São Paulo. 
> Guia Folha/Virada Cultural, 5 e 6 de maio de 2012
> projeto gráfico e diagramação

Graphic design for Guia Folha special edition Virada Cultural.
> Guia Folha/ Virada Cultural, 5th - 6th of May 2012
> graphic design and layout



Atriz pornô americana, Jenna, da autografo na 21 edição da Erótika Fair, realizada no centro de exopsições Imigrantes, zona sul de SP. Atrizes americanas se apresentam durante competição de “twerk”.

Quem no visitou o evento ainda tem tempo de conferir as atraes inusitadas e “picantes”, como o concurso de pole dance —que dar prmios em dinheiro para danarinos profissionais e amadores— e as performances dos atores da X-Art, produtora internacional especializada em filmes erticos.

Festa tem debate com intelectuais regado a uísque

do Guia Folha

A festa Cabaret Revoltaire, que mistura performances artísticas variadas com balada, ganha na edição desta terça-feira (13) o “5 contra 1”, em que escritores, desenhistas, estudiosos de cabala, músicos e outros artistas debatem sobre algum tema enquanto “enfrentam” uma garrafa de uísque. Na estreia, estarão presentes o cartunista da Folha Caco Galhardo e os escritores Luiz Roberto Guedes, Márcio Américo (mediador da vez) e Marcelo Mirisola, idealizador do debate informal.

A ideia, segundo Mirisola, já existia há algum tempo: “Quando fui na edição passada da festa (Cabaret Revoltaire) vi que ali tinha um cantinho que seria perfeito, falei com a Isadora Krieger [criadora da festa com Daniel Minchoni] e ela topou”. O tema de discussão é livre e deve partir de algum assunto proposto pelo mediador, Márcio Américo. “Eu não sei bem o que vai acontecer, a gente vai chegar lá, beber uma garrafa de uísque e conversar. Uns amigos meus irão gravar e devemos postar depois em algum lugar. Eu ainda não sei. Amanhã será uma espécie de programa piloto”, disse Mirisola.

Caco Galhardo, que já comandou ao lado do escritor Reinaldo Moraes e da produtora Ana Pands o podcast “Fogo no rádio”, em que os três mais um convidado discorriam sobre um determinado tema enquanto bebiam, disse também não saber ao certo o que vai acontecer: “Tem vários escritores, e a conversa deve girar em torno de literatura, mas será descontraído e feito na base do improviso”. Para Galhardo, os melhores lugares para “boemia intelectual” são Mercearia São Pedro e a praça Roosevelt.

Além do “5 contra 1”, a noite terá também os poetas Renan Nuernberger e Pedro Tostes, a dançarina Karina Raquel, também conhecida como Fascinatrix, o artista plástico Maurício Eloy, a cantora Érica Alves, que se apresentará junto do DJ Pedro Zopelar e do marionetista e ator Rafael Liedens. Para encerrar a noite, Isadora Krieger e Gláucia ++ assumem os pick-ups com tango, bolero, samba, MPB e rock.

A Cabaret Revoltaire ocorre quinzenalmente no Beat Club (centro de São Paulo), a partir das 21h. Até as 23h, a entrada é gratuita —após esse horário, será cobrado R$ 10 (entrada) ou R$ 20 (consumação).

Ingressos para show do Black Sabbath ficam disponíveis nesta segunda

Os ingressos para única apresentação do Black Sabbath, em São Paulo, começam a ser vendidos nesta segunda-feira (dia 6), a partir da 0h. A compra de entradas poderá ser realizada pelo site da Ticket For Fun e custa R$ 300 (pista) e R$ 600 (pista premium) —sem considerar a taxa de conveniência. O show acontece no dia 11 de outubro, no Campo de Marte, zona norte da capital.

Também será possível adquirir os tíquetes

Keep reading

SÃO PAULO: Saímos no Guia da @folhadespaulo!

Logo após a abertura da loja Mestre-Cervejeiro.com Perdizes ela foi visitada pelo pessoal do Guia da Folha de S. Paulo, que achou legal e resolveu inclui-la no roteiro mais completo da cidade.

Leia a matéria no site do guia: www1.folha.uol.com.br/guia/

E aproveite para nos visitar:

Mestre-Cervejeiro.com Perdizes
Rua Vanderlei 1595, esq com Valparaíso - Perdizes
Tel.: (11) 3871-3911
Horário de atendimento: Ter—Qui 13h às 21h / Sex—Sáb 11h às 21h

Esperamos você!

Filmes engajados miram o agora

[do Guia Folha especial da 36ª Mostra Internacional de Cinema]

Primavera Árabe, movimento Indignados e outros protestos políticos ganham a atenção de cineastas nesta edição da Mostra, que ocorre até 1º de novembro em 28 salas da capital paulista.

Em comum entre os filmes selecionados para participar o evento existe a urgência de registrar acontecimentos que ainda estão em curso.

Do Egito, “Depois da Batalha”, de Yousry Nasrallah, que concorreu à Palma de Ouro em Cannes, narra os turbulentos protestos que resultaram na renúncia do ex-ditador do Egito, Mohammed Hosni Mubarak, sob as diferentes óticas de uma militante jovem que vive em um bairro rico e de Mahmoud, um homem simples com um senso prático muito mais forte do que suas convicções políticas.

Da mesma leva, vem “Inverno da Desilusão”, de Ibrahin El Batoto, que começou a ser filmado dois dias antes da renúncia de Mubarak e remonta a crise no Egito em uma narrativa não linear centrada em três personagens-chave: um ativista, uma jornalista e o secretário de segurança do Estado.

Em outra ponta, Tony Gatlif se inspira no livro “Indignez-vous!”, de Stéphane Hessel, para falar do movimento espanhol na mistura de documentário e ficção “Indignados”.

Ainda há espaço para o documentário “O Grupo Voina”, sobre o coletivo russo Voina, que questiona o papel da arte em um mundo sem perspectivas.