Personalidade X Anseios Manipulados

Diante de todo um processo de universalização das atividades, conhecimentos e técnicas, não podemos perder a nossa essência. Única, dotada de nossas maiores potencialidades e especiais fragilidades. Deixamos que as mídias manipulassem nossos desejos e cenários para vender uma imagem de ideal “supostamente” almejado pelo mundo, onde o skyline de Nova York significa pujança, os subúrbios de Los Angeles o conforto, as praias do Caribe nos feriados e os restaurantes de Paris o ápice do romance. Essas localidades foram escolhidas pela mídia para impor modelos da ansiedade humana. Porém, não são mais importantes que as cidades africanas, asiáticas ou latino-americanas. Cada região possui suas características, seus ideais de luxo, beleza e sua concepção de problemas ou pobreza de acordo com o sistema em que vivem. No Rio de Janeiro, viver numa cobertura no Leblon é o ápice do luxo, assim como um jantar às margens do Bósforo, em Istambul, pode ser realmente romântico. Em São Paulo, os Jardins são reconhecidos como a grande nobreza e o Terraço Itália como um sonho para os apaixonados. As praias do ensolarado Nordeste Brasileiro um paraíso para as férias de verão, assim como as pitorescas cidades do sudeste e do sul um passeio perfeito para as épocas mais gélidas. Santiago, Tóquio, Goiânia, Moscou, Abu Dhabi, Belém, Johanesburgo, Alexandria, Belo Horizonte, São Francisco, Nova Déli, Melbourne, Manaus, Bogotá ou Caracas. E o charme das menores? Campos do Jordão, Paraty, Ouro Preto, Porto Seguro, Gramado… As diferentes capitais: Brasília, Washington D.C., Pequim, Roma, Casablanca e Camberra. O mundo é vasto, o mundo é rico, o mundo é diverso. Sejamos autênticos. São Paulo é como o mundo, uma imensidão sem fim a ser explorada, desejada, enfrentada e amada. Vagar pela sinuoso Tremembé, talvez na charmosa Vila Matilde, Madalena, Mascote ou das Belezas. Você escolhe. Acelerar o Jet-Ski na Guarapiranga, contemplando a bela represa e a região de Interlagos. Passar pelo coração do mundo, a mais Paulista das avenidas, lar de uma das mais intensas pluralidades, multiplicidades e encantos do mundo. Onde você tira todas as máscaras e mostra quem você é de verdade sem preconceitos. Uma avenida que impõe ao mundo o respeito que uma das maiores cidades da Terra merece. Se espremer nas multidões do Centrão. Ruas São Bento, Barão de Itapetininga, 25 de Março, Direita. Curtir a melhor noite do mundo nos bares da Vila Madalena, Tatuapé, Jardins ou Santana, mas também marcar presença nas baladas da Augusta, Vila Olímpia, Pinheiros e Barra Funda. Encontrar os amigos num domingo, em Heliópolis, na Freguesia do Ó, numa casa de vista deslumbrante no Mandaqui, no São Lucas, no Itaim Paulista, em Moema, no Ipiranga, na Vila Guilherme, num charmoso sobrado da Mooca, numa mansão repleta de jardins no Butantã ou num apartamento do Real Parque com vista para a Ponte Estaiada e a pujante e envidraçada Berrini.

Digo e repito: Sejamos autênticos. Sejamos dispostos. Vamos viver! Vamos ser livres! Vamos conhecer o novo, o desconhecido!

Foto: Lucas Chiconi

Text
Photo
Quote
Link
Chat
Audio
Video