Hoje o nosso lindo poeta faria 55 anos. 4 de Abril, 1958. Esse sim pode-se dizer que virou uma estrela no céu, pois aqui já brilhou com suas músicas, suas letras, suas prosas, suas poesias, suas histórias, sua autenticidade, “seu eu”. Faria hoje apenas 55 aninhos, um ícone tão importante pra não só formação cultural musical Brasileira, mas também social, com letras que impulsionaram gerações, marcaram épocas, momentos, e que ficarão para sempre na história desse lugar. Cazuza tinha o dom de, no vulgo popular, “não ter papas na língua” e ainda saber ser sensível o suficiente a ponto de conseguir medir quase que exatamente sentimentos à palavras. Nosso eterno poeta, para sempre saudades.
—  Por Dandara, página do Facebook: Viva Cazuza.

"Hoje você faria 55 anos e à 23 anos nos deixou, quer dizer, estará para sempre vivo em suas obras e no coração de cada um de seus fãs. Pra mim, você será sempre o melhor cantor, poeta e compositor que existe! Curtiu, dançou, gritou, fez muita besteira, namorou, jamais teve medo de dizer aquilo que pensava, você VIVEU… Afinal, fazia parte do seu show. Ele era só ele, ele era um cara legal. Vive em mim, vive em nós! Não sei até hoje como se diz: eu te amo, mas acho que essas palavras são uma boa iniciativa. Já não sei onde te procurar, não sei onde você está, mas espero que um dia nossas vidas possam se encontrar." #cazuza #55anos #eterno

Baby, compra o jornal
E vem ver o sol
Ele continua a brilhar
Apesar de tanta barbaridade…

Baby escuta o galo cantar
A aurora dos nossos tempos
Não é hora de chorar
Amanheceu o pensamento…

O poeta está vivo
Com seus moinhos de vento
A impulsionar
A grande roda da história…

Mas quem tem coragem de ouvir
Amanheceu o pensamento
Que vai mudar o mundo
Com seus moinhos de vento…

Se você não pode ser forte
Seja pelo menos humana
Quando o papa e seu rebanho chegar
Não tenha pena…

Todo mundo é parecido
Quando sente dor
Mas nú e só ao meio dia
Só quem está pronto pro amor…

O poeta não morreu
Foi ao inferno e voltou
Conheceu os jardins do Éden
E nos contou…
{…}

—  O Poeta Está Vivo - Barão Vermelho.